Quinta-Feira, 20 de Junho de 2019

Governador da Califórnia eleva de 18 para 21 anos a idade limite para fumar




COMPARTILHE

O governo estadual da Califórnia, nos Estados Unidos, elevou nesta quarta-feira (4) de 18 para 21 anos a idade mínima para o consumo de tabaco, dentro de um conjunto de medidas legislativas que também regulamenta os cigarros eletrônicos, informou o jornal "Los Angeles Times".

Após a aprovação por parte do Senado estadual no dia 10 de março, o projeto de lei só necessitava da assinatura final do governador da Califórnia, o democrata Jerry Brown, que ratificou a nova norma.

Assim, a Califórnia, o estado mais populoso do país com 39 milhões de habitantes, se juntou ao Havaí, que também estabeleceu o limite em 21 anos, como os dois estados de todo o país com o maior limite de idade para fumar.

Este novo pacote de medidas sobre o tabaco foi aprovado mesmo com a rejeição da maioria dos legisladores republicanos.

O senador democrata Ed Hernández, que foi o responsável pela iniciativa de elevar a idade de fumar, afirmou em março que a medida salvaria vidas, pois resultaria em uma redução do consumo de tabaco por parte dos adolescentes.

Além disso, o legislador garantiu que a "feroz" oposição da indústria do tabaco ao seu projeto de lei mostra que o modelo de negócios dessas companhias se baseia em "promover e vender este veneno para nossas crianças".

Além disso, a legislação californiana sobre os cigarros eletrônicos proibirá seu uso em restaurantes, teatros, cinemas e outros locais públicos, onde o consumo de tabaco tradicional já é proibido.


Autor:Redação AMZ Noticias


Comentários

Notice: Undefined index: envio in /home/jornalda/public_html/2018/noticia.php on line 212
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<