Sábado, 07 de Dezembro de 2019

Atual prefeita de Várzea Grande ainda não assumiu candidatura à reeleição




COMPARTILHE

A prefeita de Várzea Grande, Lucimar Campos (DEM) que exerce seu primeiro mandato eletivo (antes ela nunca ocupou cargo público apenas acompanha o marido o ex-prefeito, ex-governador e ex-senador Jaime Campos), caminha a passos largos para disputar a reeleição no segundo maior município e colégio eleitoral de Mato Grosso.

Se por um lado ela não pensa e não vai disputar cargo em 2018, sabe que sua reeleição reascende a possibilidade do marido Jaime Campos disputar as eleições de 2018 para qualquer um dos cargos majoritários, ou seja, governador ou vice e até mesmo uma nova eleição legislativa de senador da República, último mandato exercido por ele de 2007 a 2014.

O histórico de sucesso político de Lucimar Campos está intimamente ligado à vida pública do marido Jaime Campos que foi prefeito de Várzea Grande por três vezes e governador e senador por um mandato cada um.

Sem assumir a condição de candidata a candidata, Lucimar declara que pretende concluir bem seu mandato para demonstrar que é possível se fazer mais e melhor quando se tem vontade política. “Por enquanto, sou candidata a terminar bem meu mandato”, disse Lucimar.

Já Jaime Campos assinala que ainda é cedo para se definir uma possível candidatura, mas tanto ele, quanto ela, não assumem, mas também não descartam a disputa pela reeleição.

Mesmo só tendo disputado uma única eleição em 2012 e acabando derrotada, ela chegou à prefeita por decisão da Justiça Eleitoral, que cassou o mandato do então prefeito eleito, Walace Guimarães que disputou pelo PMDB e foi condenado por compra de votos, em maio de 2015. Portanto há pouco mais de 13 meses ela se encontra no mandato e se disputar a reeleição terá a mensuração da aprovação do seu mandato por apenas 17 meses de um total de 48 meses se tivesse cumprido o mandato em sua totalidade.

Mesmo assim, Jaime Campos, considerado como um político habilidoso e sempre tomando decisões com base no seu feeling político e em pesquisas eleitorais, monitora a aprovação do mandato da esposa de forma continuada para evitar erros como o que levaram a mesma a perder as eleições de 2012 por 2,27% ou 3.052 votos de diferença.

A disputa em Várzea Grande, por ser um grande reduto eleitoral promete muito, principalmente pelo fato dos grandes partidos, contrariando seus principais lideres defenderem candidatura própria, o que poderia colocar os aliados políticos, o governador Pedro Taques (PSDB) e o ex-senador Jaime Campos (DEM) em palanques opostos, mesmos ambos trabalhando para que isto não aconteça.

Fora isto, Lucimar Campos terá pela frente a árdua missão de enfrentar o coronel reformado, deputado Pery Taborelli (PSC), provavelmente seu atual vice, Arilson Arruda (PSD) e o ex-prefeito Tião da Zaelli (PSDB) como principais adversários na disputa por mais um mandato eleito. 


Autor:Kamila Arruda com Diario de Cuiaba


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<