Quarta-Feira, 05 de Agosto de 2020

Filho de Maggi diz que não sabia origem do dinheiro que recebeu em negocio




COMPARTILHE

O filho do ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), André Maggi contou que era dono de 1/3 da área da terra e que a negociação foi feita diretamente com o arquiteto José da Costa Marques, delator do esquema investigado na Operação Sodoma 2.

A declaração foi dada em audiência que ocorre na tarde desta terça-feira (16), no Fórum de Cuiabá.

“Quem entregou o dinheiro foi o arquiteto. Nunca procurei saber a origem dos depósitos”, disse ele à juíza Selma Arruda, da Vara Contra o Crime Organizado da Capital.

Segundo as investigações, o dinheiro utilizado para a compra do terreno foi adquirido por meio de um esquema que exigia propina de empresários em troca da concessão e manutenção de contratos com o Estado.

Apesar de o terreno ter sido adquirido por meio da empresa Matrix Sat, o Ministério Público Estadual (MPE) apurou que o verdadeiro comprador foi o ex-secretário de Estado de Administração, César Zílio – que confessou o crime – e admitiu que usou o arquiteto como “laranja”.

Também possuía parte no terreno, segundo ele, seu primo Samuel Maggi e os empresários Gustavo Bongiolo, Paulo Gasparotto e Mário Pirondi.

Samuel Maggi e Paulo Gasparotto também prestaram depoimento à magistrada. Ambos confirmaram a versão de André Maggi e disseram que não tinham conhecimento da origem ilícita do dinheiro utilizado para a compra da área de terra.


Autor: Yuri Ramires com Midia News


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Noticia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias