Terca-Feira, 09 de Agosto de 2022

Deputado é encaminhado à Polícia após ser flagrado em Sorriso com R$ 24 mil




COMPARTILHE

O deputado estadual Mauro Savi (PSB) foi conduzido coercitivamente para a Polícia Federal na tarde desta segunda-feira (12), após ser flagrado com materiais de campanha e R$ 24,1 mil em dinheiro, no município de Sorriso (420 km ao Norte da Capital).

De acordo com a PRF, a abordagem ocorreu durante uma fiscalização de rotina.O deputado estava em uma Amarok com um agente de trânsito de Sorriso e um motorista.

No carro, segundo a PRF, havia diversos materiais de campanha do atual prefeito e candidato a reeleição  Dilceu Rossato (PSB), além dos R$ 24,1 mil.

Conforme a PRF, Savi declarou que o dinheiro era dele e que seria doado para a campanha de Rossato. O deputado foi encaminhado para Delegacia da PF de Sinop, no carro de um de seus advogados, para prestar esclarecimentos. A PRF pontuou que a ocorrência será levada ao conhecimento da Justiça Eleitoral de Sorriso, que analisará o caso.

Outro lado

A assessoria de imprensa do deputado enviou uma nota informando que não possui mais detalhes sobre o caso.

Leia a nota: "Sobre a condução do deputado estadual Mauro Savi (PSB) à Polícia Federal de Sinop ocorrida na tarde desta segunda-feira (12), a Assessoria do parlamentar afirma que irá aguardar o depoimento oficial do mesmo para se manifestar a respeito do material e dos recursos apreendidos. A Assessoria ressalta ainda que não houve qualquer ordem de prisão, mas apenas a solicitação para prestar esclarecimentos na sede da Polícia Federal de Sinop." 


Autor: Thaiza Assunção com Midia News


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Noticia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias