Sábado, 18 de Janeiro de 2020

Agentes abatem drone sobrevoando a maior penitenciária de Cuiabá




COMPARTILHE

Agentes penitenciários abateram um drone que sobrevoava a Penitenciária Central do Estado (PCE), em Cuiabá, na tarde de domingo (15). Os drones são dispositivos voadores que podem ser controlados à distância.

De acordo com a Secretaria de Estado de Direitos Humanos (Sejudh), a suspeita é o que equipamento estivesse fazendo imagens da unidade e levando aparelho celular para os detentos.

Conforme a Sejudh, a movimentação foi percebida por volta das 16h, quando o drone sobrevoava o raio 4 da unidade, que tem presos de alta periculosidade. Os agentes conseguiram derrubar o aparelho puxando um barbante que estava amarrado nele.

Os agentes chegaram a fazer uma revista no raio 4, mas não encontraram nada. O drone foi encaminhado para a Polícia Civil para investigação.

Alerta

Com a morte de centenas de detentos em presídios no Norte e Nordeste do País, o sistema penitenciário de Mato Grosso está em alerta para evitar possíveis conflitos entre as duas maiores facções do Estado: Comando Vermelho e Primeiro Comando da Capital.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Rogers Jarbas, afirmou na semana passada que a situação, porém, está controlada.

“Nós, aqui em Mato Grosso, estamos desenvolvendo uma política de investimento no setor de inteligência fruto de um desejo do governador Pedro Taques desde 2015. Esse trabalho conseguiu não apenas controlar a situação até agora, mas acima de tudo contornar aqueles atentados de junho do ano passado sem que qualquer pessoa fosse morta”, disse.

 


Autor:Redação AMZ Noticias


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Noticia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias

<