Quarta-Feira, 05 de Agosto de 2020

Fiemt reivindica e governador atende pleito do setor relativo às obras de preparação da Copa




COMPARTILHE

O presidente em exercício do Sistema Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Sistema Fiemt), Jandir Milan, acompanhado de diretores da instituição e presidentes de sindicatos patronais industriais foram recebidos, na manhã desta segunda-feira (4) no Palácio do Governo, pelo governador do Estado, Silval Barbosa e pelo secretário Estadual da Copa de 2014, Maurício Guimarães, para tratar de assuntos relativos às obras de preparação para a Copa do Mundo na região metropolitana de Cuiabá.

Na ocasião, os empresários manifestaram preocupação quanto ao andamento dos projetos e fizeram reivindicações, entregando um documento ao governador com a listagem de sete itens que consideram de maior relevância:

1 - O setor ainda não tem uma previsão concreta de volumes dos produtos industrializados a serem consumidos nas obras, de forma a poder se planejar para fornecer os insumos;

2 - As isenções tributárias nas três esferas (federal, estadual e municipal) para as obras da Copa não conseguem ser implementadas por dificuldades burocráticas;

3 - As empresas de construção do Estado não estão inseridas nas obras, impedindo a transferência de novas tecnologias, inéditas no Estado, para as empreiteiras locais;

4 – Há uma preocupação com a destinação da mão de obra, hoje empregada nessas obras, após 2014, visto que têm um nível salarial mais alto, fato que impede de serem absorvidos pelo mercado local com os mesmos níveis salariais e benefícios atuais;

5 – O projeto do aeroporto ainda não foi apresentado à sociedade;

6 – O custo de operação do VLT será alto após sua implementação, sendo assim, as empresas estão duplamente oneradas com este custo através de impostos (para cobertura de eventuais subsídios públicos ao sistema) e do custeio do vale transporte aos seus empregados;

7 – Os recursos estão demorando a serem repassados aos contratados locais, causando prejuízos à economia local (fornecedores de insumos e matérias-primas não recebem em dia).

Segundo Jandir Milan, tanto o governador quanto o secretário da Secopa foram receptivos ao pleito e se comprometeram a analisar cada item discutido e tomar providências para que o setor não seja prejudicado. "Precisamos garantir o bom andamento das obras mas, ao mesmo tempo, não prejudicar os setores da economia envolvidos. A preocupação da Fiemt está em garantir a realização dos projetos, bem como trabalhar em parceria para que o pós-evento traga benefícios para toda sociedade", ressaltou o presidente.


Autor: Jornal da Noticia com Assessoria


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Noticia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias