Quarta-Feira, 05 de Agosto de 2020

Léo Pinheiro diz ter provas de ligação e novos documentos de Lula com o triplex




COMPARTILHE

O Ministério Público Federal (MPF) incluiu novos documentos no processo que apura se o Grupo OAS pagou propina ao ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva por meio da reserva e reforma do triplex em Guarujá.

A informação foi divulgada neste sábado (22), pelo jornal O Globo, que também revelou que o ex-presidente da OAS, José Aldemário Pinheiro, o Léo Pinheiro, vai apresentar documentos que comprovam o que ele disse no depoimento ao juiz federal Sérgio Moro, na quinta-feira (20).

São informações como registros na agenda de Léo Pinheiro dos encontros pessoais entre ele e Lula, além de telefonemas e contatos para tratar da reforma do imóvel.

No interrogatório, Léo Pinheiro foi questionado sobre um dos encontros, no triplex. Ele respondeu ao procurador que o “o presidente e a dona Marisa estiveram no triplex em fevereiro de 2014”.

Viagens

Um relatório do MPF, incluído na ação no dia 11 de abril, mostra seis viagens, entre 2012 e 2014, de dois carros registrados em nome do Instituto Lula na empresa de cobrança automática de pedágio.

De acordo com o documento, os percursos começaram em São Bernardo do Campo, onde Lula mora, e tiveram como destino provável o litoral de São Paulo.

Em 2014, foram duas viagens, passando pela rodovia SP-055, em fevereiro e em agosto, próximo ao triplex. No interrogatório, Léo Pinheiro falou que esteve no triplex com Lula e a mulher, em fevereiro; e, em agosto, com dona Marisa Letícia.

Outras provas também já foram juntadas ao processo. Os procuradores conseguiram, com empresas telefônicas, registros de ligações entre Léo Pinheiro e pessoas ligadas ao Instituto Lula.

 

O relatório mostra que, entre 2012 e 2014, foram 192 telefonemas entre Léo Pinheiro e Paulo Okamoto, presidente do instituto, e uma das pessoas mais próximas a Lula.

 


Autor: Redação AMZ Noticias


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Noticia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias