Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019

Caos na Segurança Publica - Estado de Mato Grosso tem 60 municípios sem delegados




COMPARTILHE

Dos 141 municípios de Mato Grosso, apenas 81 possuem um delegado de plantão. As outras 60 cidades do interior precisam contar com o malabarismo dos agentes que cuidam de 3 ou 4 municípios. Hoje, o Estado conta com um efetivo de apenas 181 delegados, menos da metade do que seria necessário. Resultado disso: o medo e a insegurança avançam sobre a população. "Seriam necessários no mínimo 400 profissionais para atender a demanda", ressalta o presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia de Mato Grosso (Sindepol), Dirceu Vicente Lino.

"Provavelmente não vai ter concurso público nos próximos 2 anos, isso significa que nós perderemos muito tempo e inúmeros inquéritos ficarão empilhados por falta de efetivo", afirma Dirceu Lino. Segundo ele, a Polícia está ficando cada vez mais atrasada e forçando seus poucos profissionais, que estão na ativa, a cargas horárias impossíveis. Há delegacias que não têm o mínimo de condições físicas para abrigá-los, os prédios estão sucateados, sem higiene ou móveis.

"Temos delegados precisando ser aposentados e que estão esperando para ser substituídos. Cada dia que passa a situação se agrava. Somos a ponta de lança, estamos expostos no sistema, porque é o delegado que atende diretamente as queixas dos cidadãos", esclarece o presidente do Sindepol.

Os problemas estruturais acentuam o descontentamento da categoria. Segundo o Sindepol, existem "prédios" sem água potável e viaturas que precisam ser empurradas para sair do lugar. Essa seria a realidade de municípios no Vale do Araguaia. Lá, os investigadores precisam revezar os turnos com o escrivão e com o delegado, que está sobrecarregado e se desdobra quando um crime muito grave acontece.

"Enquanto isso, as investigações e inquéritos vão se amontoando. Têm tarefas que parecem simples, mas que tomam muito tempo, como as intimações, por exemplo", comenta Aníbal Merca- dante Fonseca, presidente do Sindicato dos Investigadores da Polícia Civil e Agentes Prisionais (Siagespoc-MT).


Autor:Gazeta Digital


Comentários

Notice: Undefined index: envio in /home/jornalda/public_html/2018/noticia.php on line 212
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<