Quinta-Feira, 21 de Novembro de 2019

“Disque 100” registra 424 casos de violência contra crianças em Mato Grosso




COMPARTILHE

Em Mato Grosso 424 registros de violência sexual contra crianças foram registrados apenas pelo canal de denúncias “Disque 100”. Destes, 321 abusos sexuais, 70 casos de exploração sexual, um caso de exploração sexual no turismo, seis grooming (aliciamento e sedução de menores), 13 casos de pornografia infantil, cinco sexting (envio de fotos sensuais e mensagens de texto eróticas) e outros. Mais de uma criança é vítima de abuso e exploração sexual por dia no Estado.

No Brasil o número total de denúncias no Disque 100 chega a 17.523 segundo Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos. A causa e a luta para a defesa das crianças tem ganhado cada vez mais força. Tanto que na última quinta-feira, 18 de Maio, foi lembrado como o Dia Nacional do Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes.

No Brasil, só nos anos de 2015 e 2016, a Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos, por meio do Disque-100, recebeu mais de 37 mil casos de denúncias de violência sexual na faixa etária de 0 a 18 anos, o que corresponde a 10% das ligações feitas à central telefônica.

Os dados mostram ainda que no ano passado, os estados São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul foram os cinco que lideram o ranking das mais de 14 mil denúncias feitas por meio do Disque 100. Entre os crimes mais citados estão o de abuso sexual (72%) e exploração sexual (20%). A maior parte das vítimas são meninas (67,69%), seguido por meninos (16,52%) e não informados (15,79%).

A Ouvidoria revelou ainda que cerca de 40% dos casos eram referentes a crianças de 0 a 11 anos. As faixas etárias de 12 a 14 anos e de 15 a 17 anos correspondem, respectivamente, 30,3% e 20,09% das denúncias. A maioria dos crimes os autores são homens (62,5%) e adultos de 18 a 40 anos (42%).

18 de Maio - Instituído pela Lei Federal 9.970/00, o dia 18 de maio remete a mesma data no ano de 1973, quando a menina de 8 anos Araceli Crespo foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada em Vitória (ES). Apesar da natureza hedionda do crime, seus agressores nunca foram punidos. Por conta da grande repercussão do caso na época, a data de 18 de maio foi instituída como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. É uma das conquistas do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), com o objetivo de mobilizar toda a sociedade a participar dessa luta.

Outros dados – Dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública de Mato Grosso apontam que no Estado foram registrados durante todo o ano passado 264 estupros tentados e 174 estupros. Neste ano, os três primeiros meses somaram 15 tentativas de estupros e 44 estupros.

A presidente do Conselho Estadual da Criança e Adolescente Cleide Eliane de Souza confirma que as ações de proteção à criança estão em todos os municípios do Estado através dos conselhos municipais, responsáveis por trabalhar políticas públicas.

“Muitas demandas tem surgido através de palestras nas escolas. Quando levamos à criança as informações. Muitas denunciam os casos através dessas ações. As denúncias chegam diariamente e são dos mais variados tipos”, diz Cleide.

 

 


Autor:AMZ Noticias com Diario de Cuiaba


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<