Quinta-Feira, 21 de Novembro de 2019

Polícia indicia ex-namorado por matar universitária com requintes de crueldade




COMPARTILHE

Polícia Civil concluiu o inquérito sobre o assassinato da estudante de direito Dineia Batista Rosa, 35, e indiciou o ex-namorado, Welington Fabrício de Amorim Couto, 31, pelo crime de feminicídio com 3 agravantes. Inquérito foi encaminhado ontem (29) para o Ministério Público Estadual (MPE).

Dineia foi morta com requintes de crueldade no último dia 20, em uma residência recém-adquirida no bairro Serra Dourada, em Cuiabá. Na ocasião, ela estava em companhia da mãe e de um filho de 8 anos. Enquanto a mãe saiu, o suspeito aproveitou para agredir e matar a estudante. A criança foi ameaçada e aos prontos buscou ajuda. O menino atualmente mora com o pai, em Cáceres. Dineia tinha ainda uma filha.

Welington, condenado a 17 anos por matar a primeira companheira, Danevimar da Silva Dias, 23, estrangulada e com parte de um dos seios cortado, em abril de 2008, estava em liberdade, porém, Dineia já havia registrado boletim de ocorrência contra ele, e havia um mandado de prisão em aberto.

Contra Dineia, suspeito também utilizou requintes de crueldade, agredindo-a com tijoladas e estrangulando-a. Delegada Juliana Chiquito Palhares, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) indiciou Welington por feminicídio agravado por torpeza de sua motivação, crueldade do meio de execução e por dificultar ou impossibilitar a defesa da vítima.

Colegas e parentes da estudante, que cursava 7° semestre do curso de direito, em uma instituição particular, organizaram atos na semana passada pedindo punição mais severa e atenção a crimes semelhantes. Eles apontam ainda que Dineia não sabia do fato do assassinato da primeira esposa, e que quando soube, terminou imediatamente o relacionamento. Entretanto, ele passou a persegui-la.

 


Autor:Izabel Barrizon com Gazeta Digital


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<