Sábado, 14 de Dezembro de 2019

Mulher é presa sob acusação de prostituir filha menor e fotografar abusos




COMPARTILHE

Uma mulher de 32 anos foi presa temporariamente acusada de participar do estupro da própria filha de 13 anos em Rondonópolis. Segundo informações da Polícia Judiciária Civil, a mãe favoreceu o crime uma vez que fez diversas fotografias em que ela, um amigo e a filha estavam em um rio e que eles aparecem seminus, com o suspeito tocando partes íntimas da vítima.

A mãe, identificada como F.L.S., além do crime de estupro de vulnerável, responderá por corrupção de menores e por registrar cena de pornografia envolvendo criança ou adolescente.

A prisão temporária da suspeita foi cumprida em uma ação realizada pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM) com apoio da equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) e do Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra) de Rondonópolis.

Conforme informações da Polícia Judiciária Civil, as investigações iniciaram após uma denúncia anônima sobre o estupro da menor de 13 anos chegar ao Conselho Tutelar de Vila Operária, no município de Rondonópolis.

A mãe, segundo a Polícia Judiciária Civil, teria favorecido o crime, uma vez que fez diversas fotografias em que ela, o suspeito e a filha encontravam-se em um rio. Nas imagens os três aparecem seminus e o suspeito tocando as partes íntimas da menor. Ainda de acordo com a Polícia Judiciária Civil, o homem no mesmo dia estuprou a menina.

Diante a situação, a mãe teve mandado de prisão temporária e de busca e apreensão decretados pela Justiça e cumpridos nesta sexta-feira, 02 de junho.

Na residência da suspeita foram encontrados os aparelhos celulares com as fotografias da adolescente, caracterizando o crime de produzir, reproduzir, dirigir, fotografar, filmar ou registrar, por qualquer meio, cena de sexo explícito ou pornográfica, envolvendo criança ou adolescente, previsto pelo artigo 240 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

A vítima e outros três filhos da suspeita foram encaminhados ao Conselho Tutelar. A Polícia Judiciária Civil revela que as investigações continuam em andamento com o objetivo de identificar e prender o autor do estupro.

 


Autor:Viviane Petroli com Olhar Direto


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<