Domingo, 18 de Agosto de 2019

Taxa de homicídios em Mato Grosso supera índices e registros do país




COMPARTILHE

Em 10 anos os homicídios cresceram 32,6% em Mato Grosso, em números reais, o Estado registrou 1.203 mortes em 2015 enquanto em 2005 eram 907 mortes. Mato Grosso tem uma taxa de 36,8 homicídios a cada 100 mil habitantes. O Estado apresenta um crescimento de 13,9% nos últimos dez anos, em 2005 a taxa era 32,4. Os dados são do “Atlas da Violência 2017”, divulgado ontem pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). A taxa do Estado supera a média nacional.

O levantamento mostra que homens, jovens e negros figuram como as maiores vítimas. O Brasil registrou, em 2015, 59.080 homicídios. Isso significa 28,9 mortes a cada 100 mil habitantes. Os dados mostram ainda que mais de 318 mil jovens foram assassinados no Brasil entre 2005 e 2015. Os homens jovens continuam sendo as principais vítimas: mais de 92% dos homicídios acometem essa parcela da população.

No Brasil morreram 31.264 jovens com faixa etária entre 15 e 24 anos somente em 2015. Um crescimento percentual de 16,7% nos últimos dez anos, já que em 2005 foram registrados 26.793 homicídios nesta faixa etária. Mato Grosso possui um taxa de crescimento acima da média nacional, aumento de 30,0% de homicídios de jovens entre 15 a 24 anos. Em 2005 foram 405 mortes e em 2015 somaram 529, somando os dez anos foram 5.285 mortes.

No Estado taxa é de 61,9 homicídios de jovens entre 15 e 24 anos a cada 100 mil habitantes. Um aumento percentual de 24,3% em dez anos isso porque a taxa em 2005 era de 49,8 a cada 100 mil. A taxa de homicídio por 100 mil homens jovens na faixa etária entre 15 e 24 anos é ainda mais assustadora, 110,0 homicídios a cada 100 mil. Aumento de 23,6% em dez anos, em 2005 a taxa era de 89,0.

O levantamento mostra ainda que em 2015 foram 769 mortes violentas por armas de fogo em Mato Grosso, aumento de 57,9% em dez anos. A taxa de homicídios por arma de fogo foi de 23,5 em 2015 no Estado. O mapeamento mostra uma proporção de 64,1 homicídios cometidos por arma de fogo em Mato Grosso no ano de 2015.

Maiores vítimas - A cada 100 pessoas assassinadas no Brasil, 71 são negras. De acordo com informações do Atlas, os negros possuem chances 23,5% maiores de serem assassinados em relação a brasileiros de outras raças. O Atlas apontou que a taxa de homicídio por 100 mil habitantes de negros no Brasil em 2015 foi de 37,7, aumento de 18,2% em dez anos já que em 2005 foram 31,8.

Em Mato Grosso a taxa de homicídios de negros teve um crescimento de 15,7% em dez anos, em 2005 eram 37,1 mortes a cada 100 mil e em 2015 subiu para 42,9. Já a taxa dos não negros teve uma redução de 12,5% em dez anos. A taxa era de 25,9 mortes a cada 100 mil em 2005 e baixou para 22,7 em 2015.

 

Mais do que uma tragédia social, a alta taxa de homicídios de jovens no Brasil também tem reflexo econômico. Segundo os pesquisadores, o custo envolvendo o assassinato de jovens entre 15 e 29 anos equivale a 1,5% do Produto Interno Bruto (PIB) do País, mesmo valor aplicado em políticas de segurança pública.

 

 


Autor:AMZ Noticias com Diario de Cuiaba


Comentários

Notice: Undefined index: envio in /home/jornalda/public_html/2018/noticia.php on line 212
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<