Quinta-Feira, 12 de Dezembro de 2019

Mato Grosso aumenta investimentos para redução da criminalidade




COMPARTILHE

Em pouco mais de dois anos da atual gestão, o Governo do Estado realizou expressivos investimentos na Segurança Pública, em Cuiabá, com o incremento de mais de 800 profissionais. Também foram adquiridas novas e modernas viaturas, e realizadas diversas operações, fatores que vêm refletindo diretamente na redução dos indicadores de criminalidade na Capital.

Conforme dados da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), de 1º de janeiro a 31 de maio deste ano, por exemplo, os homicídios reduziram 37% em Cuiabá, em comparação ao mesmo período do ano passado. Já os roubos tiveram queda de 27% no mesmo período comparativo.

A intensificação das operações, como a Bairro Seguro, também foi outro fator que contribuiu para a queda da criminalidade. Somente este ano, já foram realizadas sete ações integradas com foco na redução dos principais indicadores da Segurança Pública, que são: roubo, furto, homicídio e tráfico de drogas.

Mais de uma tonelada de droga já foi apreendida, de janeiro a maio deste ano, somente em Cuiabá, em ações qualificadas de combate ao tráfico doméstico de drogas e às facções criminosas em toda a região metropolitana.

A prevenção à violência no trânsito é outro viés de atuação das forças de segurança que está sendo intensificado na Capital. Em cinco meses, já foram realizadas 15 edições da operação Lei Seca, para reprimir que as pessoas dirijam após consumir bebida alcoólica, promovendo, assim, mais segurança aos cidadãos que circulam pelas vias públicas.

O aumento de todas as operações em Cuiabá só foi possível graças ao incremento de mais de 800 profissionais provenientes do último concurso público nas forças de segurança da cidade.

A inclusão de mais 573 novos soldados possibilitou à Polícia Militar (PM) empregar maior quantidade de profissionais no policiamento ostensivo, nas ruas da Capital.

A Polícia Judiciária Civil (PJC) também ampliou a capacidade investigativa, com os 116 novos escrivães e investigadores de polícia que já estão atuando nas delegacias.

As unidades do Corpo de Bombeiros Militar também ganharam reforço de mais 121 militares, e a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) recebeu incremento de mais 10 peritos criminais e médicos legistas.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Rogers Jarbas, explica que o sistema de segurança pública de Mato Grosso possui três eixos de sustentação. “O primeiro deles são os investimentos. Não seria possível reduzir os índices criminais sem os históricos investimentos que o Governo do Estado promoveu na Segurança. O segundo eixo é a metodologia de trabalho, e aqui se agrega a operação Bairro Seguro e tantas outras modalidades de atuação dos profissionais da segurança. O terceiro eixo é o comprometimento dos nossos profissionais. Graças a esses três fatores, foi possível atingir, em Cuiabá, e em tantos outros municípios do estado, reduções significativas nos índices criminais”.

Modernas viaturas - De 2015 a 2017, entre incremento e substituição, as unidades da Polícia Judiciária Civil de Cuiabá receberam 57 veículos. Já a Polícia Militar recebeu 203 novas viaturas, e o Corpo de Bombeiros recebeu um novo caminhão Auto Bomba Tanque (ABT), para reforçar o trabalho operacional da instituição.

Para o atendimento rápido e eficaz das ocorrências na Capital, especialmente de roubo, a Polícia Militar recebeu 40 novas motocicletas. 

No próximo dia 12 de junho, mais viaturas serão entregues para auxiliar o trabalho das polícias em Cuiabá. Quatro novos veículos serão entregues para a Força Tática da Polícia Militar, dois para o Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra) da PJC, um para a Delegacia Fazendária (Defaz), um para o Grupo de Operações Especiais (GOE), um para a Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) e um para a corregedoria da Polícia Civil.

 


Autor:Redação AMZ Noticias


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<