Sexta-Feira, 19 de Abril de 2019

Policial é suspeito de matar 04 pessoas em prostíbulo de cidade do interior de MT




COMPARTILHE

Um soldado da Polícia Militar é suspeito de matar 4 pessoas em casa de prostituição na cidade de Brasnorte (579 km a noroeste de Cuiabá), na noite de quarta-feira (21).

Os dois autores do homicídio de quatro pessoas na madrugada desta quinta-feira (22.06), no município de Brasnorte (579 km a noroeste de Cuiabá) foram presos em ação integrada da Polícia Judiciária Civil e Polícia Militar, logo após o crime. O soldado da Polícia Militar, Rhael Jaime Gonçalves, 24, e Lucas Rafael Fernandes, 26, foram identificados como autores do crime bárbaro.

As informações preliminares mostram que os homicídios foram motivados por vingança, depois de um desentendimento entre o policial militar e os proprietários de uma casa noturna na cidade. A situação acabou culminando na remoção do soldado Rahel do município de Brasnorte para Tangará da Serra.

Por não aceitar o fato de ser transferido, no início da madrugada de quinta-feira (22), Rahel acompanhado do comparsa Lucas Rafael, entrou na casa noturna e com uma pistola calibre 380 de uso particular, efetuou disparos de arma de fogo contra a dona do estabelecimento e em outras pessoas.

A ação resultou na morte de quatro pessoas, sendo que três vítimas morreram no local e a quarta no Hospital após ser socorrida.

Após o crime, o soldado voltou ao quartel, onde inicialmente negou a autoria dos homicídios, porém foi detido pelo Subcomandante da Polícia Militar de Brasnorte que o apresentou imediatamente ao delegado de polícia da cidade, Waner dos Santos Neves.

 

Em continuidade as diligências, os policiais civis e militares de Bransnorte, com apoio da equipe de Sapezal e do Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra) de Juína, localizaram o segundo executor do crime Lucas Rafael. Os acusados serão interrogados e autuados em flagrante pelo crime. 

 


Autor:AMZ Noticias com Assessoria


Comentários

Notice: Undefined index: envio in /home/jornalda/public_html/2018/noticia.php on line 212
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<