Quinta-Feira, 12 de Dezembro de 2019

“Despacito” é o primeiro vídeo a ultrapassar 3 bilhões de visualizações no YouTube




COMPARTILHE

Depois de ultrapassar “See You again”, do Wiz Khalifa, e se tornar o clipe mais visto da história do YouTube, nesta sexta-feira, “Despacito” conquistou um novo recorde no fim do mesmo dia: o primeiro vídeo a ter mais de 3 bilhões de visualizações na plataforma.

Nenhum vídeo tinha conseguido ultrapassar esta barreira até hoje, e o hit de Luis Fonsi precisou de pouco menos de sete meses para conquistar a marca. “Despacito” foi publicado no YouTube em 12 de janeiro de 2017.

Atrás de Fonsi está “See You Again”, do Wiz Khalifa, que só precisa de mais 2 milhões de visualizações para conquistar a marca dos 3 bilhões. Luis Fonsi ficou muito feliz com o recorde e comemorou o título no Instagram.

“Que honra. O vídeo mais visto na história e primeiro vídeo a chegar a 3 bilhões de visualizações e em espanhol!! Obrigado a todos os envolvidos. Obrigado, aos fãs por celebrarem esta música conosco e obrigado Porto Rico por ser o cenário mais bonito do mundo. Viva a música latina.”

Confira abaixo a lista dos 10 clipes mais vistos no YouTube:

1.         Luis Fonsi ft. Daddy Yankee – “Despacito” – 3,022,277,735

2.         Wiz Khalifa ft. Charlie Puth – “See You Again” – 2,998,297,290

3.         PSY – “GANGNAM STYLE” – 2,920,833,436

4.         Justin Bieber – “Sorry” – 2,697,915,784

5.         Mark Ronson ft. Bruno Mars – “Uptown Funk” – 2,591,115,075

6.         Taylor Swift – “Shake it Off” – 2,301,978,860

7.         Enrique Iglesias ft. Descemer Bueno – “Bailando” – 2,283,759,228

8.         Maroon 5 – “Sugar” – 2,218,722,323

9.         Katy Perry – “Roar” – 2,187,626,095

10.       Major Lazer & DJ Snake feat. MØ– “Lean On” – 2,134,535,255

 


Autor:Redação AMZ Noticias


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<