Segunda-Feira, 22 de Julho de 2019

Novo delegado toma posse no comando da Policia Federal em Barra do Garças




COMPARTILHE

A Polícia Federal (PF) em Barra do Garças ganhou na manhã de hoje um novo chefe de Delegacia. O cargo foi assumido pelo delegado federal Rafael Valadares de Oliveira, em cerimônia que ocorreu na Procuradoria da República em Barra do Garças. Na presença de autoridades da polícia, imprensa e familiares do empossado, o delegado recebeu os princípios fundamentais da instituição e deve coordenar a atuação da PF em 30 municípios do leste mato-grossense.

O chefe de Delegacia da Polícia Federal tem como função o planejamento e a coordenação da atuação da PF em uma circunscrição. Como lembrou o novo chefe Rafael Valadares, a região de Barra do Garças abrande 30 municípios da faixa leste de Mato Grosso, que somam uma extensão maior que os estados de Alagoas, Sergipe e Acre.

Durante a cerimônia, o ex-chefe de Delegacia, o delegado Marcelo Augusto Xavier da Silva, transmitiu os princípios fundamentais da PF ao delegado Valadares. O ato simboliza o compromisso do novo chefe em respeitar, difundir e fazer cumprir os princípios da instituição.

O ex-chefe, que assumiu a Delegacia em 2012, tomou a palavra para parabenizar o colega e ressaltar que o delegado Valadares já havia ocupado o posto com eficiência, na ausência do titular.

O superintendente regional da PF em Mato Grosso delegado Áderson Vieira Leite comentou os desafios do posto de chefia da circunscrição de Barra do Garças. “Só quem já caminhou por essa região sabe das dificuldades de deslocamento e distância a qual mencionamos”.

Ele ainda teceu elogios pessoais ao novo chefe, o qual classificou como pertencente a uma “nova geração da Polícia Federal”. “O delegado Valadares é responsável, compromissado com o exercício das funções e possui todas as condições para cumprir com tenor e responsabilidade essa atribuição a ele confiada”.

À direita, chefe de Delegacia da PF em Barra do Garças, Rafael Valadares de Oliveira; à esquerda, superintendente regional da PF em Mato Grosso Áderson Vieira Leite

O juiz federal Francisco Vieira Neto também esteve presente na cerimônia e defendeu o combate a cultura do patrimonialismo, conceito definido como o momento em que esfera pública e privada se confundem, mais precisamente, vinculado aos atos de corrupção política.

“O interior é onde a cultura do patrimonialismo se manifesta com mais intensidade, é onde políticos se consideram acima da lei”, afirmou o juiz federal. Ele também parabenizou o antigo chefe de Delegacia, Marcelo Augusto, pela condução eficiente do posto. “Além da capacitação que tem, jamais faltou com coragem para enfrentar as adversidades”. 

Quanto ao combate ao tráfico de drogas, o delegado lembrou que a região é rota muito utilizada por traficantes que vêm, por exemplo, da Bolívia, para comercializar as substâncias ilícitas em Goiás, São Paulo e no Distrito Federal. “A Delegacia de Barra do Garças foi a responsável, no ano de 2009, pela maior apreensão de cocaína do Brasil”, lembrou.

 


Autor:AMZ Noticias com Assessoria


Comentários

Notice: Undefined index: envio in /home/jornalda/public_html/2018/noticia.php on line 212
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<