Quarta-Feira, 13 de Novembro de 2019

Moradora grava vídeo para denunciar homem que se masturba em frente de prédios




COMPARTILHE

Uma moradora do condomínio Spazio Charme, localizado no bairro Goiabeiras, em Cuiabá, gravou um vídeo nesta semana para denunciar um vizinho, que mora em uma casa na região, que tem se masturbado  - com frequência - em frente às janelas do edifício.

De acordo com a denúncia da mulher, que não quis se identificar, o condomínio tem 88 apartamentos, sendo que as janelas de muitos deles dão exatamente para a área da casa do homem, empregada para que ele se masturbe em plena luz do dia.  A situação ainda seria recorrente, segundo a denunciante.

“Os moradores, inclusive eu, que moram no lado do prédio virado para o Comper da Barão de Melgaço, nos deparamos todos os dias com um homem se masturbando virado para o nosso prédio”, explica.

Nas imagens, que circulam pelo WhatsApp, o homem se senta em uma cadeira completamente nu, na área de sua residência. Ele então passa a se masturbar de frente para as janelas dos condomínios ao redor.

Ainda conforme a denunciante, o caso já foi comunicado à polícia, que até então não tomou providências. Apesar de fazer a denúncia, ela, que já foi vítima de abuso sexual, não publicou o vídeo em seu perfil do Facebook por medo de represálias.

“Temos crianças que vêem isso, pois são 88 apartamentos. 88 famílias que são obrigadas a ver isso. Ele se excita com as mulheres que vê nas janelas, e faz isso. Não temos liberdade para andar no nosso próprio apartamento”, desabafa.

Devido ao conteúdo das imagens, o vídeo não será publicado. As imagens foram encaminhadas para a Polícia Civil.

Denúncias

O número de casos registrados de violência envolvendo mulheres e vítimas menores de 18 anos vem aumentando desde 2014 em Mato Grosso. Por sentimento de vergonha ou medo, por muitos anos, boa parte dessa violência não era levada até o conhecimento da polícia.

Dados da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) apontam que, em 2016, foram registradas 43.804 mil ocorrências envolvendo vítimas femininas de 18 a 59 anos em Mato Grosso. Já em 2015, foram 34.720 mil e em 2014 foram 29.229 mil registros.

 


Autor:Vitória Lopes com Olhar Direto


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<