Quarta-Feira, 11 de Dezembro de 2019

Presidente da Assembleia afirma “Financeiramente, o sentimento é de decepção”




COMPARTILHE

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho, classificou como “financeiramente decepcionante” a reunião com o governador Pedro Taques (PSDB), na última sexta-feira (26), em que o tucano propôs retirar 20% do dinheiro dos Poderes para ajudar a pagar parte da dívida do Executivo com o Bank of América. 

De acordo com a proposta, o duodécimo (repasse constitucional) de janeiro não será repassado. Já entre fevereiro e abril, serão retirados 20%. Os valores começarão a ser recompostos em maio deste ano.

“Financeiramente, ficou o sentimento de decepção, porque fomos lá cobrar os atrasados. É aquela história: você vai cobrar a pessoa e ainda sai arrancando dinheiro do bolso e dando mais um pouco. Foi mais ou menos isso”, disse durante visita ao novo Pronto-Socorro de Cuiabá, na manhã desta segunda-feira (29), junto com Taques.

Botelho disse acreditar na possibilidade de o Executivo devolver os valores a partir de maio. Além dessa nova dívida, o Governo tem um débito de R$ 262 milhões com os Poderes, relativos ao duodécimo de 2017. E outros R$ 300 milhões referentes a 2016. Ambos devem ser pagos quando houver excesso de arrecadação.

“Se não for cumprido, vamos ver lá na frente. Mas vamos trabalhar com a expectativa de que vai ser cumprido. Porque o Governo mostrou muitas situações que são favoráveis e possivelmente será cumprido. Uma dela é o pagamento do Bank Of America. Tem uma parcela em março e depois em setembro. A última está sendo repactuada para jogar para frente. Então, isso já aliviaria o caixa e recolocaria aos Poderes”, explicou.

“É uma proposta que não é boa para nós, mas é o que dá para fazer. O Governo disse que é o que dá para fazer. A única coisa que esperamos agora é que seja cumprida a recomposição a partir de maio, porque, senão, complica muito para os Poderes”, completou.


Autor:AMZ Noticias com Midia News


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<