Quinta-Feira, 20 de Junho de 2019

Zeca Viana diz que “Não tem medo de peitar Pedro Taques de forma nenhuma”




COMPARTILHE

Lançado pelo PDT como pré-candidato ao Governo do Estado, o deputado estadual Zeca Viana afirmou não ter medo de disputar o cargo contra o governador Pedro Taques (PSDB), que deve ir à reeleição.

Segundo o parlamentar, sua candidatura ainda não está concretizada. Ele está em diálogo com outras siglas de modo a encontrar um único candidato ao Executivo pela oposição.

“A minha vontade é apresentar um bom nome para assumir Mato Grosso a partir de 2019. Mas, se não surgir outro nome, estou à disposição. Não tenho medo de peitar Pedro Taques de forma nenhuma. A oposição está trabalhando alguns nomes que, não tenho dúvida, será nosso futuro governador”, disse em conversa com a imprensa, na última semana.

Além dele, podem concorrer ao Governo o senador Wellington Fagundes (PR) e o conselheiro afastado do Tribunal de Contas (TCE-MT), Antonio Joaquim. Já o Partido Social Liberal (PSL) deve lançar o ex-prefeito de Sorriso (398 km de Cuiabá), Dilceu Rossato.

“Precisamos conversar. A política se constrói conversando. Principalmente nesta época, que é de filiações, com a janela de troca de partido. Tudo que quero e trabalho é que a oposição tenha um candidato único. Que não tenhamos dois candidatos na oposição para disputar com a situação”, disse Zeca.

Mendes e Pivetta -  Sobre uma eventual candidatura do ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (PSB), Zeca disse ver com ressalvas. Mendes deve se filiar ao DEM, ainda ligado ao governo de Taques.

“Eu tenho certa preocupação. Não tenho nada contra o DEM, sou amigo do Jaime e Julio Campos. Mas o DEM ainda está muito vinculado a esse Governo. E o Mauro Mendes indo para o DEM, tenho medo de não conseguir que haja uma desvinculação e a população entender isso”, afirmou.

Para o deputado de oposição, um nome que deve ser cortejado é o do ex-prefeito de Lucas do Rio Verde, Otaviano Pivetta (sem partido). Segundo Zeca, Pivetta está “indignado” com a atual gestão e não descarta compor com a oposição.

“O Pivetta está muito revoltado, indignado, com o Governo. Ele está triste, porque apostamos tudo nesse governo. Mas, infelizmente, tem só nos decepcionado. É possível sim ele voltar ao cenário político”, disse.

“Ele já estava satisfeito com a contribuição que deu para Mato Grosso. Mas quando você tem uma causa maior, que é o Estado para defender e vê que precisa participar para facilitar a eleição de um bom nome para gerir estado, acaba deixando vontade pessoal”, completou.


Autor:AMZ Noticias com Midia News


Comentários

Notice: Undefined index: envio in /home/jornalda/public_html/2018/noticia.php on line 212
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<