Segunda-Feira, 28 de Setembro de 2020

Mato Grosso possui o óleo diesel mais caro da região Centro-Oeste




COMPARTILHE

Os extremos seguem marcando o varejo de combustíveis, em Mato Grosso. Depois de encerrar 2017 com a gasolina mais cara do Centro-Oeste e o etanol hidratado mais barato da região, o primeiro bimestre desse ano revela que o Estado passa e exibir a maior média de preços ao óleo diesel e ao diesel S10, e manteve, às vésperas do início da moagem da nova safra de cana-de-açúcar, o litro mais barato do biocombustível.

Conforme dados do novo levantamento realizado pela Ticket Log, que apura o Índice de Preços dos combustíveis, o IPTL, e divulgado ontem, o litro do diesel comum fechou fevereiro com média de R$ 3,740 em Mato Grosso, e o diesel S10, R$ 3,880 a média do litro. Os valores se contrapõe ao apurado em Goiás, onde, por exemplo, essas matrizes têm a menor média do Centro-Oeste, R$ 3,490 e R$ 3,599, respectivamente.

Ainda conforme o levantamento, mesmo registrando o maior valor de bomba para os dois tipos do diesel, o preço apurado no Estado se manteve estável quando comparado com janeiro.

Na outra ponta, Mato Grosso registrou o menor valor médio de venda para o litro do etanol no Centro-Oeste, mesmo havendo majoração na passagem de janeiro para fevereiro. O bimestre fechou com média de R$ 2,750, ante R$ 2,699 em janeiro. O litro mais caro do biocombustível foi aferido no Distrito Federal, R$ 3,550.

A gasolina mato-grossense, que deixou de ser a mais cara do Centro-Oeste, fechou o período cotada a R$ 4,380 – leve alta em relação ao mês anterior, R$ 4,364 – passando o ‘bastão’ para Goiás, onde o litro médio teve o maior valor regional, R$ 4,399. O litro mais barato foi visto em Mato Grosso do Sul, R$ 4,255.

RANKING – Na comparação com a média nacional, Mato Grosso encerrou o primeiro bimestre com preços de bomba acima da media do país para a gasolina e para os dois tipos de diesel. A única vantagem segue com o litro comercializado do etanol que ao fechar a R$ 2,750, liderou o menor valor apurado, seguido por São Paulo, R$ 2,900.

Com base no IPTL, feito nos 36 mil postos de combustíveis credenciados pela Ticket Log, que corresponde a 60% dos estabelecimentos em território nacional, o etanol alcançou preço médio de R$ 3,45/l. Para o GNV o valor médio foi de R$ 2,63/l. Os preços do diesel e do diesel S-10 ficaram estáveis em relação aos apurados no período anterior: R$ 3,50 e R$ 3,60 por litro, respectivamente.

A gasolina mais cara foi encontrada no Acre. O estado continua apresentando o valor mais alto do País, com média de R$ 4,78/l. Já o litro mais barato da gasolina foi identificado em São Paulo, com preços em torno de R$ 4,04. O etanol mais caro foi vendido no Rio Grande do Sul, com média de R$ 4,09, e o mais barato em Mato Grosso.

O diesel também impactou o consumidor do Acre, que pagou em fevereiro a média R$ 4,10 por cada litro de combustível, o valor mais alto do País. Santa Catarina registrou os melhores preços para diesel, gasolina e GNV entre todos os estados do Brasil, com médias em torno de R$ 3,22, R$ 3,98 e R$ 2,09 para cada um deles.


Autor: AMZ Noticias com Diário de Cuiabá


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Noticia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias