Sábado, 16 de Novembro de 2019

Pedro Taques e Wellington Fagundes tentam levar disputa ao Governo para 2º turno




COMPARTILHE

Pela primeira vez na história, o governador do Estado pode ser conhecido apenas no segundo turno das eleições. Pesquisas de intenção de voto realizadas recentemente demonstram que os eleitores podem retornar as urnas no dia 28 para escolher o novo governador.

O primeiro turno ocorre neste domingo (07). Mato Grosso é o único Estado do Brasil onde nunca houve segundo turno para o governo.

A fim de garantir a sua participação no segundo turno, o governador Pedro Taques (PSDB), candidato a reeleição, passou a intensificar as viagens aos municípios do interior nessa reta final de campanha.

O gestor tucano afirma que a estratégia é continuar mostrando os feitos de sua gestão, e pedir o voto ao eleitor. “Segunda fiz 10 municípios e terça estaremos em mais 14 cidades. Conversando com o cidadão. Todos os candidatos fazem isso e nós estamos fazendo também. A estratégia é pedir voto, participar de todos os debates, como fizemos. Vamos mostrar ao eleitor o que fizemos. Vamos ganhar as eleições”, afirmou.

Na semana passada, Taques deu uma atenção maior para a baixada cuiabana, onde realizou diversos arrastões e carreatas. “Vamos fazer o médio-norte do Estado. Quinta e sexta-feira faremos Cuiabá e Várzea Grande e também as cidades do Vale do Cuiabá em que nós ainda não fomos”, disse.

O senador Wellington Fagundes (PR) tenta desbancar o atual chefe do Executivo Estadual para garantir a sua participação no segundo turno. A quatro dias das eleições, o candidato busca reforçar a base de apoio, conquistando os votos dos ainda indecisos.

Para tanto, tem apostado no corpo a corpo. Ontem, o republicano liderou uma caminhada pelo bairro São Gonçalo Beira Rio, na região do Parque Cuiabá, na Capital. “Essas visitas nos aproximam ainda mais das pessoas. Eu sempre sou muito bem recebido por todos e acredito que eventos assim nos ajudam muito a transmitir a confiança que o eleitor tanto precisa para definir sua escolha”.

Já o líder nas pesquisas de intenção de voto, o ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (DEM), teve que suspender a sua agenda nesta quarta-feira (03). Na noite da última terça (02), o democrata sentiu um mal-estar e teve que ser encaminhado para o Hospital.

Ele deu entrada no Hospital Santa Rosa durante a madrugada, após participar de um debate na TV Centro América. Conforme a assessoria do candidato, Mendes passou por alguns exames e foi liberado. Tratou-se apenas um mal-estar de fim de campanha, pela intensa agenda de atividades, tendo sido o candidato que mais viajou em visitas pelo interior de Mato Grosso.


Autor:AMZ Noticias com Diário de Cuiabá


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<