Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019

Clima seco dá ritmo à colheita do milho mato-grossense e atinge 65,71% das lavouras




COMPARTILHE

A colheita da safra 2018 do milho mato-grossense atingiu no final da semana passada 65,71% dos mais de 4,56 milhões de hectares plantados. Das oito semanas de trabalho sobre as lavouras do cereal, o período de 14 a 19 desse mês foi o que registrou o maior avanço semanal, expandindo a área colhida em 15,88 pontos percentuais.

Conforme o levantamento do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) o saldo parcial dos trabalhos apresenta até aqui bons avanços em todas as regiões do Estado graças às condições climáticas - aumento das temperaturas – o que garante a secagem do cereal no campo.

Em consequência dos atrasos durante o período de semeadura, a colheita continua apresentando retardo em relação à safra 2016/17, porém, dentro da média dos últimos cinco anos. “As previsões climáticas para a próxima semana não devem apresentar grandes alterações, sendo esperado que os trabalhos de campo continuem a todo vapor”, destacam os analistas.

As regiões mais avançadas são a médio norte com 82,51% - responsável por quase 2 milhões de hectares dos 4,56 milhões cultivados - norte e noroeste, 72,62% e 69,32%, sucessivamente, ao passo que a região sudeste se encontra mais atrasada. A produção mato-grossense está prevista em 26,38 milhões de toneladas, sendo ainda 13,37% inferior em relação ao recorde registrado na safra 2016/17.

AGRURAL – De acordo com a consultoria AgRural, a colheita de milho está atrasada, chega a 36% no Centro-Sul, com o Paraná liderando o atraso dos trabalhos. Mesmo com avanço semanal de 11 pontos, a colheita segue atrasada na comparação com os 50% do ano passado e os 42% da média de cinco anos. O plantio tardio, demora na perda de umidade dos grãos devido às temperaturas noturnas mais baixas e pouca pressa dos produtores em meio a um mercado pouco atraente explicam o ritmo mais lento. 


Autor:Mariana Peres com Diário de Cuiabá


Comentários

Notice: Undefined index: envio in /home/jornalda/public_html/2018/noticia.php on line 212
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<