Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019

Empresário acusado de liderar esquema de fraudes na operação Crédito Podre é morto




COMPARTILHE

Um empresário, apontado pelo Ministério Público do Estado (MPE) como líder de uma organização criminosa investigada pela operação “Crédito Podre”, foi executado com 5 tiros na noite de sábado (09) em um bairro nobre da Capital. Wagner Florêncio Pimentel, 47, foi morto dentro de seu carro e estava com tornozeleira.

Segundo o boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada após serem ouvidos tiros na rua Brasília, no bairro Jardim das Américas, em Cuiabá. Wagner foi encontrado em seu carro, um Renault Sandero branco, com várias marcas de tiros e já sem vida.

O Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu) e constatou que a vítima já estava morta. No carro foram encontradas 5 cápsulas de munição calibre 9 mm, R$ 1.600 em dinheiro e uma sacola com vários envelopes. A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o caso.

Wagner é investigado por liderar um esquema de sonegação de impostos, que utilizava empresas de fachada para sonegar impostos. Ele chegou a ser preso em 2018 e foi solto com medidas cautelares, como o uso de tornozeleira, proibição de frequentar a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) e também de se sair do estado.


Autor:AMZ Noticias com Gazeta Digital


Comentários

Notice: Undefined index: envio in /home/jornalda/public_html/2018/noticia.php on line 212
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<