Quinta-Feira, 21 de Novembro de 2019

Vaiado durante evento do agronegócio, Mauro Mendes diz sofre críticas porque tem coragem




COMPARTILHE

Vaiado por produtores rurais durante um evento em Sorriso (a 420km de Cuiabá) nesta sexta-feira (15), o governador Mauro Mendes (DEM) afirmou em discurso que vêm recebendo críticas porque teve "coragem" de tomar medidas para reequilibrar as contas do Estado.

“Estou sendo vaiado em Cuiabá porque tive a coragem de mandar um projeto de lei para extinguir a Empaer, que não produz e custa R$ 150 milhões para os cofres públicos e para o bolso de todos nós”, disse.

O discurso foi feito durante um evento que marcou o fim da colheita da soja no Estado. O encontro teve a participação do vice-presidente da República, general Hamilton Mourão (PRTB). “Eu estou sendo vaiado porque tive a coragem de propor a extinção da Metamat, e que gasta milhões de reais por anos há muitos anos, e não produz nada para a sociedade”.

“Agora, eu tenho que dizer aos senhores que governar um Estado não é apenas dizer aquilo que as pessoas gostariam de ouvir. No agronegócio, por exemplo, estamos enxugando. Só na Educação estamos demitindo 1,8 mil contratados. Isso vai significar este ano R$ 100 milhões de economia só na educação”, afirmou.

As vaias vieram antes mesmo de Mendes começar o discurso. Os produtores rurais são contra a criação do novo Fethab (Fundo Estadual de Transporte e Habitação), que elevou a tributação sobre a produção. “Eu, certamente se estivesse aí na plateia talvez, estaria também vaiando a mim ou outro governador que aqui estivesse. Porque nós nos indignamos muito com esse Brasil, com o Brasil que muitas vezes cobra, e cobra-se muito de nós cidadãos, e devolve pouco”. 

O governador sancionou no fim de janeiro um pacote de leis que visam o corte de gastos e reequilíbrio fiscal. Dentre as medidas estão o novo Fethab, que aumenta a taxação do agronegócio, e também a reforma administrativa, que, entre outras medidas, permite a extinção de diversas empresas públicas.


Autor:Alair Ribeiro com Midia News


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<