Terca-Feira, 24 de Novembro de 2020

Justiça nega liberdade para ex-cantora acusada de ajudar assassinar a mãe em Redenção




COMPARTILHE

A ex-cantora da Banda Garota Sarada, Aline Lasara Gomes Sousa Vaz, teve o pedido de liberdade em Habeas Corpus negado, na última segunda-feira (18), pela Seção de Direito Penal, sob a relatoria do desembargador Ronaldo Valle.

Aline Vaz foi denunciada pelo Ministério Público por suposto envolvimento nas mortes da própria mãe, Maria Francisca de Souza Vaz, e de Joanice Oliveira de Jesus, crime que abalou a cidade de Redenção no ano de 2017.

Mesmo com a defesa da acusada, alegando constrangimento ilegal por excesso de prazo, bem como a falta de fundamentação para a decretação da prisão e por ser mãe de duas crianças menores de 12 anos. O relator do processo entendeu que Aline não faz jus ao benefício, considerando que a prisão foi decretada de acordo com a lei, amparada nos critérios legais, inexistindo qualquer constrangimento a ser sanado.

Conforme a denúncia oferecida pelo Ministério Público, Aline, juntamente com o marido, Jean Altamir Rodrigues da Silva, teria planejado a morte da própria mãe, que era missionária, por ganância, com o objetivo de obter lucro com a venda da residência da vítima. 

O duplo assassinato ocorreu na casa da missionária na madrugada de 9 de dezembro de 2017, após a realização de um culto ‘’macabro’’. A mãe da dançarina foi encontrada em um dos cômodos da casa com um saco de cimento sobre a sua cabeça, enquanto que a amiga Joanice foi encontrada no banheiro, com um pedaço de madeira fincado na boca. Aline nega a participação no crime.  


Autor: AMZ Noticias com Dinho Santos


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Noticia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias