Terca-Feira, 12 de Novembro de 2019

Agentes prisionais do Estado do Pará participam de treinamento para defesa pessoal




COMPARTILHE

Um grupo de mais de 40 agentes penitenciários da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe) participou, nesta quarta-feira (3), de uma oficina de defesa pessoal “Krav Maga”. A iniciativa é da Coordenadoria de Assistência e Valorização do Servidor (Cavs), com o objetivo de preparar os servidores para situações de crises nas unidades penais.

No total, 132 agentes prisionais, que atuam nas unidades penitenciárias da Região Metropolitana de Belém e em Castanhal, foram pré-selecionados para participar da oficina, onde irão aprender técnicas simples, rápidas e objetivas de “Krav Maga”. A técnica se baseia em movimentos naturais do corpo humano para atingir pontos vitais do agressor, utilizando as leis da física para aumentar a potência dos golpes.

“O ‘Krav Maga’ oferece solução para qualquer tipo de agressão que o cidadão comum possa sofrer. A princípio, o treinamento voltado aos agentes penitenciários é o mesmo que oferecemos a qualquer pessoa, pois, como eles trabalham desarmados, é fundamental a utilização da defesa pessoal. O objetivo maior é conscientizá-los de que aprender as técnicas irá facilitar o dia a dia deles no trabalho, aumentando a sua segurança pessoal”, explicou o instrutor Edson Brasil.

As técnicas desenvolvidas são direcionadas tanto para homens quanto mulheres e qualquer um pode aprender, como é o caso da agente penitenciária Patrícia Silvia, que trabalha há um ano e quatro meses no Centro de Recuperação Feminino de Ananindeua.

“Essa experiência só acrescenta no nosso cotidiano. É a primeira vez que eu participo de aulas de defesa pessoal e estou gostando muito. Para nós, mulheres, é essencial saber se defender, não só dentro da casa penal, mas também fora dela. Isso nos trás mais segurança”, avaliou.

O agente prisional Edmilson da Cruz já atua em casas penais do Estado há mais de dez anos. Atualmente, ele trabalha no Centro de Detenção Provisória de Icoaraci (CDPI) e sempre participa de cursos para defesa e segurança pessoal, com o objetivo de atualizar as práticas na rotina carcerária.

“Sempre faço questão de participar dos cursos que a Susipe oferece. Estou gostando bastante das técnicas que estamos aprendendo aqui. Na nossa rotina diária é importante saber se defender, caso seja necessário. Penso até mesmo em continuar a prática dessa técnica”, afirmou. Os cursos e oficinas coordenados pela Cavs têm o objetivo de qualificar os agentes que atuam diariamente nas casas penais. A idéia é prepará-los para reagir corretamente em eventuais situações de risco e, assim, garantir a sua integridade física.

“Nossa proposta é oferecer aos nossos agentes penitenciários melhores condições de trabalho, sobretudo por meio de cursos que possam auxiliar no trato diário dentro das unidades penais. Esse foi o primeiro para agentes pré-selecionados e nossa meta é proporcionar a todos os demais do sistema penitenciário do Estado, pois precisamos dividir as equipes conforme o plantão e os horários que trabalham nas casas penais. Nosso maior objetivo é fazer com que eles possam se defender quando houver situação de crise nas unidades penais”, concluiu a coordenadora da Cavs, Thaís Santalices.


Autor:AMZ Noticias com Walena Lopes


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<