Quarta-Feira, 20 de Novembro de 2019

PF ouve 45 candidatos a deputado de Mato Grosso acusados de caixa 2 nas eleições de 2010




COMPARTILHE
A Polícia Federal investiga denúncias de caixa 2 na eleição proporcional de 2010 em Mato Grosso. A denúncia foi protocolizada na instituição ainda durante a disputa daquele ano por candidatos insatisfeitos com a articulação da coligação, mas as investigações estão se afunilando agora.
Pelo menos 45 candidatos a deputado que concorreram em 2010 já teriam sido ouvidos pela Polícia Federal na atual fase de investigação. A denúncia partiu de candidatos da coligação que englobava o PHS, PTN, PRP, PRB, PSC, PC do B e o PTC.
Um dos envolvidos na articulação já chegou a sofrer uma busca e apreensão em sua residência em 2011, em operação da Polícia Federal. A frente foi montada em 2010 na tentativa de eleger ao menos um deputado estadual.
Os candidatos a deputado da época estão recebendo propostas de delação premiada para colaborar com a investigação da Polícia Federal. Os recursos não contabilizados chegariam a ordem de R$ 3 milhões, segundo a denuncia.
O temor de lideranças políticas que estão sendo investigadas é que as denúncias sejam usadas eleitoralmente em 2014, principalmente na eleição ao Governo do Estado, apesar de Silval Barbosa (PMDB) não poder concorrer à reeleição.
Os partidos investigados fizeram parte da “Coligação Mato Grosso em Primeiro Lugar”, coalizão política que ajudou a eleger Barbosa no primeiro turno em 2010.


Autor:Olhar Direto


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<