Sábado, 14 de Dezembro de 2019

Feriado da Semana Santa tem menor número de acidentes e mortos dos últimos 12 anos




COMPARTILHE

Durante os quatro dias de operação do feriado da Semana Santa, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 759 acidentes nas estradas federais, o que resultou em 962 feridos e 50 mortos. O balanço foi divulgado pela instituição nesta segunda-feira (22).

Segundo o porta-voz da PRF, Anderson Poddis, apesar das ocorrências, o feriado registrou queda no número de mortos e de acidentes em relação aos últimos anos.

“Essa redução representa o menor número de acidentes graves e de mortos em uma série histórica que remonta aí 12 anos. Então, quando a gente olha para 2007, nós verificamos que 93 pessoas morreram. Em 2011, foram 154 pessoas na mesma Operação de Semana Santa. Este ano foram 50 pessoas. Mas, esta curva ascendente, nestes 12 anos, nos motiva a continuar com o nosso trabalho e com as nossas estratégias”, ressaltou.

“As ultrapassagens proibidas somaram mais de 4 mil ocorrências – foram 4.665 ultrapassagens flagradas – e esta infração, em especial, nos preocupa muito por quê? Ela normalmente está relacionada a uma colisão frontal, e a colisão frontal, quando acontece, tem um grau de letalidade muito alto. Também nós temos aqui 980 condutores flagrados após beber – também é um número muito alto. Nós estamos falando de somente quatro dias de operação”, disse.

No total, mais de 35 mil condutores foram autuados. Segundo o porta-voz da PRF, Anderson Poddis, a ultrapassagem irregular e o excesso de velocidade foram, como nos últimos feriados, as infrações mais registradas nas estradas de todo o país. A PRF informou ainda que o número de crianças sendo transportadas em desacordo com a legislação subiu 9%. Foram registrados 512 flagrantes neste ano, contra 470 em 2018.


Autor:Cintia Moreira com Agencia do Radio


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<