Sábado, 24 de Agosto de 2019

Detran do Pará lança campanha Maio Amarelo para consciência da segurança no trânsito




COMPARTILHE

O apelo das crianças para que seus pais tornem a circulação nas vias mais segura, seja no respeito às sinalizações ou na harmonia com ciclistas, pedestres e demais atores do trânsito é o eixo central do movimento Maio Amarelo, lançado oficialmente na manhã da ultima sexta-feira (10), na Praça Santuário, em Belém, pelo Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran).

O movimento tem caráter mundial e ocorre em maio porque no dia 11 deste mês, no ano de 2011, a Organização das Nações Unidas (ONU) decretou esta como a década de ação para segurança no trânsito. O “amarelo” faz referência à cor de advertência dos semáforos, em um alerta para os seis principais fatores de risco nas vias, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS): não uso do capacete, não uso do cinto de segurança, uso do celular, não uso do dispositivo de retenção para criança, excesso de velocidade, associação entre bebida e direção.

“Existe uma mobilização nacional, é um mês inteiro de educação e de conscientização. O Detran já realiza um trabalho nesse sentido, mas que precisa ser intensificado desde a infância, através de cooperações entre o órgão e a rede pública de ensino, para que os alunos tenham  orientações de trânsito e se disciplinem, para que eles cheguem à idade de dirigir já tendo essa conscientização. Além disso, esse mês de maio serve também para alertar quanto aos índices de acidentes e visa uma mudança de cultura de quem já dirige de forma equivocada”, diz o diretor geral do Detran, Marcelo Lima Guedes.

O foco no público infantil, como frisou Guedes, foi um ponto importante da programação de abertura, que contou com a presença de 420 estudantes das redes pública e particular de ensino. Na Praça Santuário, a coordenadoria de Educação do departamento deixou à disposição pinturas, jogos educativos, mágica do trânsito, o Cine Detran, além de interações lúdicas e dinâmicas, que foram aprovadas pelos alunos e professores.

“A gente prioriza, como professor em sala de aula, o respeito pelo outro. Isso é uma característica que deve ser priorizada em todos os setores da sociedade, inclusive no trânsito. Ações como essa são importantes, pois as crianças vivenciam o trânsito de forma lúdica, em uma educação inclusiva, enriquecendo o ensino e a aprendizagem”, comenta a professora Joana Arrego, da Escola Estadual de Ensino Fundamental Pinto Marques.

Municípios – A programação do Maio Amarelo no Pará pretende atingir cerca de 60 mil pessoas em 60 municípios, com foco nas palestras em escolas, empresas e comunidades rurais, além de abordagens em faixas de pedestre, blitz educativas nas vias e com a ação Transitando nos Bares.

Para o coordenador de Educação do Detran, Victor Oliveira, o sucesso do movimento depende dessa união de forças. “O Pará abraçou essa causa e conclama todos a refletir sobre a redução dos índices de mortandade. São 143 países que aderiram e toda a sociedade precisa dar as mãos para que a prevenção e a educação sejam o lema no trânsito, pois o sentido é a vida”, afirma.


Autor:AMZ Noticias com Carlos Vilaça


Comentários

Notice: Undefined index: envio in /home/jornalda/public_html/2018/noticia.php on line 212
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<