Segunda-Feira, 09 de Dezembro de 2019

Faissal propõe lei que permite cancelamento de serviços sem multas para desempregados




COMPARTILHE

Em tempos de recessão econômica muitos trabalhadores que estavam em situação estável no emprego, recebem a notícia da demissão. Diante disso, o cidadão começa a rever as contas fixas, que já não se encaixam no atual orçamento, porém, para cancelar ou alterar alguns serviços precisa estar atento às cláusulas de fidelidade.

Quem contratar os serviços se compromete, por contrato, a manter a assinatura por um determinado período, sob penalidade de pagar multa caso rompa antes. Quando a lei entrar em vigor, as empresas que não cumprirem a medida poderão ser multadas, e o valor será direcionado ao Fundo Estadual de Defesa do Consumidor.

Para evitar o acúmulo de contas, o que pode agravar as finanças do cidadão que está desempregado, o deputado estadual Faissal Calil (PV) propôs um projeto de lei que obriga as empresas TV por assinatura, telefonia fixa, móvel ou de internet, a cancelarem a multa contratual de fidelidade quando o consumidor comprovar que perdeu o vínculo empregatício, após a adesão do contrato.


Autor:AMZ Noticias com Assessoria


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<