Quinta-Feira, 14 de Novembro de 2019

Procon Mato Grosso lança serviço para consumidores aprenderem economizar energia elétrica




COMPARTILHE

O Procon-MT orienta aos consumidores para que prestem atenção e reduzam o consumo de energia elétrica no mês de agosto, quando será cobrada bandeira tarifária vermelha, conforme anunciado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

De acordo com a agência, a previsão hidrológica para o mês sinaliza vazões abaixo da média histórica, com tendência de redução dos níveis de água nos principais reservatórios. Nesse cenário, faz-se necessário aumento no uso das usinas de geração termelétrica, que produzem energia mais cara.

O sistema de bandeiras tarifárias implementado pela Aneel sinaliza o custo da energia gerada. O objetivo é informar quando esse custo sobe para que o consumidor possa reduzir o uso de energia e não pague uma conta mais cara que o esperado. A bandeira tarifária vigente no mês julho foi a amarela, com uma cobrança extra de R$ 1,50 a cada 100 kWh. Já em agosto, haverá cobrança extra de R$ 4 a cada 100 quilowatts-hora consumidos.

Com a bandeira vermelha em vigor em todo Brasil e o período de estiagem em Mato Grosso, o Procon-MT dá dicas simples para o consumidor economizar energia e não se assustar com a chegada da conta: - Chuveiro: contamos com um clima seco e quente essa época do ano em Mato Grosso, por isso opte por utilizar o chuveiro na temperatura natural, que não consome energia elétrica;

- Ar-condicionado: ainda que seja aliado do conforto, este equipamento consome muita energia. Evite utilizá-lo na potência máxima ou durante longos períodos em situações desnecessárias. Além disso, feche todas as portas e certifique-se de que não haja frestas no ambiente refrigerado para não haver desperdício;

- Geladeira: tenha em mente o que vai retirar da geladeira, para não permanecer com a porta aberta sem necessidade. Não guarde dentro da geladeira alimentos muito quentes e lembre-se de regular a potência do equipamento de acordo com o manual de instruções.

Valores das bandeiras - Em maio deste ano, foi divulgado o reajuste nas taxas das bandeiras tarifárias no país. A Aneel atribui este aumento ao déficit hídrico do ano passado, que reposicionou a escala de valores das bandeiras. Portanto, desde junho, o valor da bandeira amarela passou de R$ 1 para R$ 1,50 a cada 100 kWh. Já a bandeira vermelha patamar 1 saiu de R$ 3 para R$ 4, enquanto que o patamar 2 foi de R$5 para R$ 6. 


Autor:AMZ Noticias com Pedro Mutzenberg


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<