Sábado, 21 de Setembro de 2019

Nova chance? Será que o divórcio após os 60 anos de idade pode ser um recomeço




COMPARTILHE

Ainda no século 20, a união de um casamento consolidado de muitos anos ainda era uma necessidade mantida pelos casais, que nem sempre estavam felizes. Essa possível "obrigação" independia de amor, afeto, respeito e acontecia, muitas vezes, por uma condição exposta pela sociedade.

 Segundo o Instituto do Casal, organização que se dedica a pesquisas e educação em relacionamentos e sexualidade humana, hoje, as pessoas começam a enxergar o casamento com outros olhos e a sociedade, por consequência, tem aberto uma nova vertente sem tantos julgamentos.

Mas, por que muitos casais têm optado por dar um fim na relação depois de décadas de união? Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), a quantidade de divórcio de pessoas com mais de 60 anos quase dobrou na última década. “Aumento da liberdade e independência, mudanças sociais e culturais, aumento da expectativa de vida... Esses são alguns dos fatores que contribuem para dissolução de casamentos após os 60 anos”, explica Denise Figueiredo, psicóloga e sócia-diretora do Instituto do Casal.

Para Marina Simas, psicóloga e sócia-diretora do Instituto do Casal, o divórcio na chamada terceira idade tende a aumentar principalmente pela percepção diferentes com relação à prática de mudar e fazer escolhas que tragam felicidade. "Em um casamento é preciso ter afeto, companhia e compreensão, mas muitas pessoas que ficam presas em um casamento infeliz por anos acabam não vivendo mais essas características. Nesse contexto vem também uma questão social, visto que muitos casais ainda mantém um estilo de convivência e esperam os filhos serem criados e estarem bem em suas vidas profissionais para depois buscarem seus próprios desejos”, exemplifica Marina.

Muitos casais não estão preparados para a separação tardia depois de um longo período em um casamento, muitas vezes tentando consertar ou lidar com alguns problemas que pareciam intermináveis. O Instituto do Casal separou algumas dicas para lidar com esse processo de separação. Confira:

Resgate a individualidade - O autoconhecimento é importante no relacionamento, mas também é fundamental na hora de viver sozinho. O individualismo é algo que muitos casais perdem ou não tem, por completo, quando estão casados por muito tempo e não estão felizes. Retome esse autoconhecimento apostando em novos desejos, objetivos e realização de sonhos. A verdade é que nunca é tarde para recomeçar.

Ocupe seu dia a dia - Conhece o ditado popular: "Mente vazia, oficina do diabo"? Após os 60 anos muitas pessoas já estão aposentadas e, por isso, o número de afazeres diários pode ser igual a zero. Se a separação foi algo difícil, imagine recomeçar o processo sozinha e sem uma ocupação.

Procure ocupar a cabeça com algum curso que ache plausível, faça conciliações, resgate hobbys ou atividades que tenha interesse de praticar. O importante é utilizar o tempo para benefícios próprios e prazerosos. Se sentir que a adaptação está muito difícil, busque acompanhamento terapêutico.

Fortaleça laços de amizade - É extremamente importante ter uma rede de amigos e familiares que você possa contar nesse momento. Em muitos casamentos duradouros é possível que os casais dividam os amigos. Procure preservar as suas próprias amizades, independente do outro.

Esteja aberto ao amor ou permita-se curtir a solteirice - Uma separação tardia pode não ser necessariamente consensual. Nesse caso, a outra parte que esperava que o relacionamento duraria pra sempre, precisa se refazer e estar aberto a novas oportunidades. Se achar conveniente engatar em um novo relacionamento ou simplesmente achar que ficar sozinho vai ser a melhor opção, é importante que faça com o coração e a mente abertos. “Todo recomeço pode ser difícil, mas traz aprendizados muito importantes que farão a diferença no futuro. O importante é saber que recomeçar pode ser encantador e nunca é tarde para ser feliz”, finaliza Denise.


Autor:Redação AMZ Noticias


Comentários

Notice: Undefined index: envio in /home/jornalda/public_html/2018/noticia.php on line 212
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<