Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019

Mauro Mendes defende acesso às riquezas das terras indígenas em Mato Grosso




COMPARTILHE

O governador Mauro Mendes (DEM) defendeu, na última sexta-feira (30), a exploração dos recursos das áreas indígenas de Mato Grosso e de outros estados brasileiros.

A declaração do democrata vai ao encontro da opinião do presidente Jair Bolsonaro (PSL), que nesta semana anunciou que prepara um projeto de lei para regulamentar o aproveitamento de recursos hídricos, potenciais energéticos, pesquisa e lavra das riquezas minerais em terras indígenas.

“Eu ouço há muitos anos e acho que vocês também ouvem, que nós temos muitas riquezas em Estados brasileiros que estão nessas áreas indígenas e que elas foram criadas só para dificultar o Brasil a ter acesso a essas riquezas”, disse Mendes.

“Eu, como cidadão, muito mais até que como governador, acho que nós temos o direito de explorar as nossas riquezas para o bem do nosso povo”, acrescentou. Para Mendes, uma exploração de maneira responsável não irá causar dano ambiental ao planeta. Um dos exemplos seria a etnia Paresi, de Campo Novo do Parecis, que produzem soja em menos de 2% de sua área.

“Se você pegar uma área de 100 mil hectares e mexer em 2 ou 3 hectares não vai causar nenhum dano ambiental ao planeta, nem ao Mato Grosso e nem a essas terras. Então, defendo que haja, sim, em qualquer lugar, seja em terra indígena ou não, uma exploração razoável dos recursos para o bem da nossa população”, afirmou.

Mendes ainda cobrou uma solução do Governo Federal em relação ao tema. Segundo ele, é preciso parar de falar um pouco e trabalhar mais. “Ou para com essa conversinha de ficar dizendo, cantando verso e prosa, que nós temos riquezas e mais riquezas, bilhões e bilhões, porque até agora ninguém fez nada para mudar essa realidade”, completou


Autor:AMZ Noticias com Diário de Cuiabá


Comentários

Notice: Undefined index: envio in /home/jornalda/public_html/2018/noticia.php on line 212
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<