Domingo, 20 de Outubro de 2019

Mauro Mendes faz dança da chuva durante visita à aldeia indígena de Mato Grosso




COMPARTILHE

O governador Mauro Mendes (DEM) e a primeira-dama Virgínia Mendes apelaram para a “dança da chuva” em visita a indígenas da etnia Enawene Nawe, da Aldeia Halataikwa, em Juína, a 737 km de Cuiabá, na ultima terça-feira (10).

A dança é um ritual que é habitualmente executada em certas comunidades com a finalidade de propiciar chuvas para a colheita. No entanto, Mendes pediu que a chuva voltasse a cair em áreas de Mato Grosso, como Cuiabá e Chapada dos Guimarães, onde não chove a mais de 120 dias.

O Parque Nacional de Chapada dos Guimarães está fechado para visitações devido às queimadas. O incêndio começou há mais de duas semanas. O fogo próximo à MT-251 tem prejudicado o tráfego entre Cuiabá e Chapada dos Guimarães. Em alguns pontos, a visibilidade é quase zero. Não há previsão para a reabertura do parque, que há mais de duas semanas tem sido destruído pelos incêndios.

O último número do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) mostra que Mato Grosso já teve de janeiro até esse domingo (8). Foram 19.711 pontos de calor. Esse é o pior nível dos últimos nove anos. O Pará, que é o segundo estado em registros focos de calor, está com pouco mais de 13.500 casos. Com isso, no fim de semana, o país passou a marca dos 100 mil focos no fim de semana.

A aldeia Halataikwa é uma das maiores do Estado e uma das mais isoladas. Os índios ainda preservam todas as tradições. Somente os mais novos, que já freqüentam a escola, dentro da própria aldeia, é que conseguem falar o português.

A visita à aldeia faz parte do projeto “Ser Cidadão Indígena”, idealizado pela primeira-dama Virgínia Mendes e organizado pela secretária de Assistência Social, Rosamaria de Carvalho, junto com diversos parceiros. O Governo disponibilizou toda a estrutura do Estado e também firmou parcerias para a emissão de documentos como CPF, carteira de trabalho, carteira de identidade, título de eleitor e certidão de nascimento.

Durante a visita, a primeira-dama entregou 480 kits escolares às crianças da etnia em idade escolar e outros 480 brinquedos para os mais novos. Os materiais foram doados pela Papelaria Milênio. Ela também recebeu demandas das mulheres indígenas como a doação de 800 unidades de linhas para construir saias. Vírginia Mendes também participou de alguns rituais da aldeia.

A infraestrutura para a ação foi montada com participação do Governo, por meio das Secretarias de Assistência Social e Cidadania, Saúde e Casa Civil, e várias instituições como a Funai, as prefeituras de Brasnorte, Juína, Comodoro, a Defesa Civil, Polícia Militar, Politec, Receita Federal , Exército Brasileiro, Corpo de Bombeiros, Ministério Público Federal, Projeto Justiça Comunitária, Tribunal de Justiça, Polícia Federal, Empaer, Distrito Sanitário Especial Indígena e a Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação.


Autor:Flávia Borges com G1


Comentários

Notice: Undefined index: envio in /home/jornalda/public_html/2018/noticia.php on line 212
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<