Sexta-Feira, 23 de Agosto de 2019

Governo nomeia dono de autoescolas para diretoria do Detran; Sindicato denuncia no MPE




COMPARTILHE
O Sindicato dos Servidores do Departamento Estadual de Trânsito em Mato Grosso (Sinetran-MT) protocolou um ofício onde denuncia irregularidades na nomeação do novo diretor de Habilitação da autarquia, Humberto de Campos Silva. Ele é proprietário de empresas de auto escolas e ex-presidente do Sindicato dos Centros de Formação de Condutores de Mato Grosso – SINDCFC-MT. "Fizemos a denúncia no dia da publicidade da nomeação e estaremos agora apensando as certidões comprobatórias no processo que formalizamos no Ministério Público" - explica Veneranda Acosta, presidente do Sinetran-MT.  
A denúncia foi feita na Procuradoria de Justiça Especializada - Defesa da Probidade, do Patrimônio e da Ordem Tributária e dos Crimes Contra a Administração Pública, do Ministério Público do Estado de Mato Grosso, logo após a publicação da nomeação no Diário Oficial do dia 22 de janeiro.
"Ficamos surpresos com o governo do Estado por nomear o proprietário de quatro auto escolas e ex-presidente do Sindicato dos Centros de Formação de Condutores de MT, para ser o Diretor de Habilitação do Detran-MT. Não sabemos qual o intuito do Governo com essa ação, mas de qualquer forma oferecemos denúncia no Ministério Público, pois entendemos que isso fere os princípios constitucionais da administração pública e em tese, configura ato de improbidade administrativa", afirma Veneranda.
No ofício, o Sinetran/MT argumenta que a nomeação fere os princípios da legalidade, impessoalidade e moralidade, já que a LC nº 266 de 29/12/2006 em seu artigo 9º veda a nomeação de pessoas que tenham sociedade ou que sejam funcionárias de empresas que tenham contratos com a administração pública, e além disso, Humberto presidiu o Sindicato dos Centros de Formação de Condutores de Mato Grosso (auto escolas), fazendo assim, parte de um segmento econômico com interesses diretos nos serviços prestados pelo Detran-MT, onde por meio desse cargo, há a possibilidade de praticar atos de clientelismo dentro da administração pública.
"Nem o conheço pessoalmente, só vejo que cada coisa tem que ficar no seu lugar. O Detran-MT merece ser tratado com respeito e ter gestores com conhecimento técnico aprofundado, que tenham compromisso com a Entidade, e não com interesses comerciais e políticos. Penso que é por isso que o nosso trânsito continua sendo um dos piores do país”, finaliza Veneranda que espera providências do MPE.
 
Foto; Gazeta Digital


Autor:24 Hora News


Comentários

Notice: Undefined index: envio in /home/jornalda/public_html/2018/noticia.php on line 212
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<