Terca-Feira, 09 de Agosto de 2022

Alta no preço do combustível preocupa consumidores em Palmas e afeta setores da economia




COMPARTILHE

Está cada vez mais caro abastecer os veículos, nos postos de combustível em Palmas. O preço da gasolina, por exemplo, pode chegar a R$ 5,89 na capital, segundo pesquisa realizada pelo Procon no dia 1º de março. As constantes altas anunciadas pela Petrobras preocupam consumidores e afetam setores da economia.

Na última semana, a Petrobras anunciou mais uma vez que iria elevar os preços da gasolina e do diesel nas refinarias a partir do dia 2. Isso significa que o valor repassado ao consumidor terá um novo reajuste. Está a quinta alta do ano nos preços da gasolina, e a quarta no valor do litro do diesel.

O técnico de informática Angelo Barros reduziu a quantidade de combustível que costumava colocar no tanque. "Cada vez mais a gente procurando postos com preços mais em conta para conseguir, com um pouquinho que coloca, render mais no final do dia ou da semana".

Despesa grande também para o agente de funerária Jânio Amaral, que viaja o estado inteiro. "Hoje é a segunda vez que vou encher o tanque, eu já fui em Araguaína e voltei. Estou enchendo agora para ir para Tabocão. Então, desse jeito está difícil até para a gente trabalhar. O patrão está pedindo para nós economizarmos, mas como economiza com um preço desse?", questionou.

Qualquer aumento no preço do combustível acaba afetando a vida de todos que precisam abastecer. Os profissionais que trabalham com entrega também sentem muito no bolso. É o caso da comerciante Gessiane Ferreira, que tem uma loja de biquínis e sempre leva os modelos na casa das clientes.

"Ficando praticamente impossível trabalhar até mesmo com delivery, com essa questão do combustível, que está muito alto. Infelizmente, vamos ter que começar a cobrar uma taxa um pouco mais alta".A motorista de aplicativo Raimunda Maria disse que está com dificuldades para manter uma margem de lucro sem repassar aos clientes. "As corridas são bem baratas e eles têm outros gastos que não são só combustível. Então tem que haver também um reajuste nas tarifas dos aplicativos quando tem aumento de combustível".

Segundo o presidente do Sindiposto Wilber Silvano, só semana que vem será possível saber se haverá ainda mais impacto. "O dólar está instável demais, está cotado a quase R$ 6 e o barril de petróleo nas últimas semanas tem subido constantemente. Esses dois binômios acabam o preço final do combustível dentro do país de uma forma direta, além também dos biocombustíveis, que hoje compõem boa parte do preço do combustível final".


Autor: Redação AMZ Noticias


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Noticia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias