Segunda-Feira, 09 de Dezembro de 2019

Polícia prende padrasto acusado de estuprar três enteadas em Canarana




COMPARTILHE

Um padrasto acusado de abusar sexualmente de três enteadas foi preso pela Polícia Judiciária Civil, nesta segunda-feira (20.05), em Canarana. O padrasto de 48 anos foi preso em cumprimento de mandado de prisão preventiva por estupro de vulnerável das irmãs de 16,  13 e  11 anos.

De acordo com as investigações, há cinco anos as meninas eram violentadas sexualmente pelo padrasto, que aproveitava quando a companheira saia para o trabalho para cometer os abusos.

O caso veio à tona depois que a adolescente de 16 anos contou para o namorado os abusos praticados pelo padrasto. O rapaz pediu orientações ao tio, que ao tomar conhecimento acionou a Polícia.

Em depoimento ao delegado de Canarana, Sued Dias da Silva Júnior, as vítimas relataram os abusos com riqueza de detalhes. A adolescente mais velha disse que era estuprada desde os onze anos de idade e que não denunciou antes por medo do padrasto.

A irmã mais nova, de 11 anos, é portadora de deficiência mental e foi encaminhada a psicóloga para avaliação. Com ajuda do psicólogo a criança mostrou as posições que o padrasto cometia os abusos e o sofrimento dela e das irmãs.

Uma quarta criança de 7 anos, filha do acusado, também foi ouvida e relatou ter presenciado o pai abusando das irmãs. Mas a menina negou que o pai tenha feito o mesmo com ela.

Diante dos fatos, o delegado Sued Dias representou pela prisão preventiva do agressor, no domingo (19), prontamente deferida pela Justiça. Na manhã desta segunda-feira (20), policiais civis cumpriram o mandado na residência que o acusado residia com as vítimas.

O agressor tentou resistir à prisão, no entanto foi detido pelos policiais civis e conduzido a Delegacia de Canarana, ele nega a violência sexual.


Autor:Camila Molina - Jornal da Noticia


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<