Domingo, 20 de Outubro de 2019

Com a pré-desistência de Blairo Maggi, furo do Jornal da Noticia vai se confirmando




COMPARTILHE

Uma informação obtida pelo Jornal da Noticia no dia 23/05 de 2013, quando uma fonte candanga, afirmou que o senador Blairo Maggi, não entraria na disputa ao governo em 2014, por vários fatores, e que o ex-governador já teria desenhado o mapa para 2014 dando aval as majoritárias para uma aliança entre Luiz Pagot e Pedro Taques, começa a se confirmar.

Na quarta feira, dia 29/05,  Blairo Maggi mandou alguns recados de forma velada, a seu grupo político, e se esquivou de uma possível candidatura, o jogo pode mudar ainda, mas o ex-governador prefere a atual conjuntura desenhada, já que assim chegaria muito mais fácil a um ministério do governo Dilma.

Veja a matéria do dia 23/05.

http://www.jornaldanoticia.com.br/noticia_select.php?id=3662

Com aval de Maggi e descontentes, Pagot e Taques devem fechar em 2014

Formar uma terceira via e disputar as eleições de 2014, este foi o fator principal que levou o ousado economista de raciocínio rápido e memória privilegiada, Luiz Antônio Pagot a fazer sua filiação ao PTB.

O que ninguém contava é a outra peça do jogo, seria ninguém mais, ninguém menos que o senador Pedro Taques (PDT), informações obtidas pelo Jornal da Noticia em terras candagas, na noite da quarta feira, 22/05, afirmam  que Pagot e Taques estão com uma aliança trabalhista formada nos bastidores, esperando somente o momento certo de coloca-la em ação.

De acordo com a fonte, Taques sentiu que estaria sendo usado pela oposição leia-se PSDB e DEM nacional para fazer frente à candidatura de Dilma e ao mesmo tempo dar palanque para o pré-candidato Aécio Neves, sem oferecer nada de novo a população mato grossense.

Critico ferrenho do Governo Silval Barbosa, o senador Pedro Taques não teria como estar presente no mesmo palanque do atual governo, já que o mesmo dispara criticas ao governo estadual,  especialmente a cúpula do PT estadual e ao PSD de José Riva.

Pagot afilhado político e amigo leal do senador Blairo Maggi, têm magoas do PR nacional, porem o ex-diretor do DNIT tem forte transito entre o PR estadual, capitaneado pelo deputado Wellinton  Fagundes que sonha com uma vaga no senado, mas que ira ver seu partido se esfacelar, caso opte por uma  aliança  contraria a posição de Maggi, já que a grande maioria dos republicanos, não acompanha a opinião do deputado federal e sim a do ex governador.

Segundo a fonte, Taques será o candidato ao governo, e Pagot ao senado numa terceira via independente, que poderá ter como vice a deputada estadual Luciane Bezerra em primeiro momento, ou caso o PR venha de corpo e alma, o deputado estadual Mauro Savi.

Neste desenho restará a aliança PT/PMDB/PSD, convencer o juiz federal Julier Sebastião a sair para governador e Silval a  senador,  já  a oposição DEM-PSDB  ficará totalmente esfacelada sem nenhuma resistência, e numa situação pior ainda o deputado federal Valtenir Pereira, que  terá que bancar uma candidatura a governador para fazer palanque para Eduardo Campos donatário-mor do PSB.

A fonte afirmou ainda que Blairo Maggi,  não deverá disputar a eleição ao governo em 2014, não por ter medo de encarar a disputa, e sim para não dar um gostinho a turma do mensaleiro republicano Valdemar da Costa Neto, que barrou a sua ida para o ministério  da presidente Dilma.

Nesta articulação Pagot, também estaria devolvendo tanto a petistas, republicanos e peemedebistas, um leve ar de vingança, por ter sido abandonado frente ao DNIT, diante das acusações promovidas contra sua pessoa pelo bicheiro e senador tucano do Pará, Mario Couto.

Quanto a Pedro Taques, ele  seria uma nova proposta de governo, sem compromisso com grupos antigos (PT e PSDB), abrindo assim uma nova lacuna na política mato grossense.

A fonte disse também que para não prejudicar  as articulações, Pagot tem se resumido a simples soldado petebista, nesta união devem se juntar também importantes descontentes políticos, como a ex-senadora  Serys  Marli, o ex-senador Antero Paes de Barros e o ex-prefeito de Rondonópolis, Zé  Carlos do Pátio. 


Autor:Jornal da Noticia


Comentários

Notice: Undefined index: envio in /home/jornalda/public_html/2018/noticia.php on line 212
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<