Quarta-Feira, 05 de Agosto de 2020

Secretário de Mendes acusa genro de José Riva de só pensar em dinheiro




COMPARTILHE

O secretário de Comunicação de Cuiabá, jornalista Kleber Lima, assumiu o front do Poder Executivo no confronto em campo aberto com o presidente da Câmara de Cuiabá, vereador João Emanuel Moreira Lima (PSD).

“É incrível como o vereador João Emanuel só pensa em dinheiro. A criação de CPIs é para fazer chantagem com o Executivo e tentar aumentar o duodécimo da Câmara Municipal em R$ 10 milhões. Isso é impossível”, afirmou Kleber Lima, em entrevista ao programa Folha Mix, da Rádio Cidade FM, nesta quinta-feira (22/08).

“A prefeitura já repassa o teto constitucional para o Poder Legislativo: 4,5% das receitas tributárias do exercício anterior. Isso representa, neste ano, o montante de R$ 2,7 milhões por mês”, argumenta o titular da Secom Municipal. Ele deixa claro que a crítica é exclusivamente a João Emanuel e não à Mesa Diretora da Câmara ou aos demais vereadores.

Kleber Lima afirma que o prefeito Mauro Mendes (PSB) não vai ceder às chantagens de Moreira Lima, com a criação de CPIs. “Ele pode criar até 100 CPIs que não dá para aumentar o duodécimo, porque trata-se de matéria regida pela Constituição. E o Poder Executivo cumpre a lei”, justifica Kleber.

Normalmente, quem responde às questões políticas da prefeitura, fora o próprio Mendes, é o secretário municipal de Governo, Fabinho Garcia. Todavia, desde a chegada de Kleber Lima ao Palácio Alencastro, houve mudança significativa na chamada “leitura política” da administração municipal: Mendes fez a primeira reunião ampliada com a bancada, passou a responder pontualmente aos questionamentos dos vereadores e passou a utilizar, dependendo da situação, respostas metafóricas.

E, de quebra, fica explícito que Kleber Lima passou a ter influência nas decisões políticas da administração Mauro Mendes.

Outro lado

O vereador João Emanuel não atendeu nem retornou às ligações da reportagem do Olhar Direto para responder às críticas de Kleber Lima. A assessoria se comprometeu em contatar o presidente da Câmara e responder para o Olhar Direto, mas até o fechamento da reportagem isso não ocorreu.

Em declaração no final da tarde de quarta-feira (21/08), João Emanuel havia acusado os articuladores políticos de Mauro Mendes de tentar desviar o foco das investigações da CPI dos Maquinários e desviar o trabalho dos vereadores, criando "balões de ensaio" para  imprensa.


Autor: Olhar Direto


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Noticia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias