Terca-Feira, 22 de Outubro de 2019

Blairo confirma a filiação de Erai Maggi ao PP, crescem as chances da terceira via




COMPARTILHE

O Partido Progressista (PP) surpreendeu o meio político e vai filiar o megaempresário Eraí Maggi com vistas a disputar o governo do Estado.

Antes de “bater o martelo”, ele conversou com lideranças nacionais do PP em Brasília, a informação foi confirmada ao HiperNotícias na noite da quinta-feira, 03/10, pelo primo do megaempresário, o também homem do agronegócio, senador Blairo Maggi (PR).

“Ele avaliou que dos partidos do Estado o que não tem nenhum projeto estadual majoritário é o PP”, disse o senador.

Segundo Blairo, do lado que o primo fosse, PR, PDT, PSD, PTB e PMDB, cada uma dessas siglas já tinham pré-candidatura colocada ao governo ou ao Senado.

Já na manha desta sexta feira,dia 04/10, uma fonte ligada ao empresário disse ao Jornal da Noticia, que na verdade um grupo esta cadenciando uma terceira via, saindo dos dois grupos tradicionais de governo ligados ao PMDB/PT e DEM/PSDB.

Segundo  a fonte, apesar de algumas rusgas, o Planalto trabalha esta terceira via, devido ao alto desgaste do governo Silval Barbosa atual aliado, sempre metido nos mais variados escândalos.

A terceira via teria como principais estrelas o PP e PTB aliados do Planalto, os dois partidos antes vistos como nanicos, foram os que mais se reforçaram rumo a 2014.

A terceira força que deve aderir ao projeto é o PR, o nome da vez seria Mauricio Tonhá, o Mauricião, mesmo que membros do PP e do PTB, não engulam muito algumas ações do deputado Wellinton Fagundes, presidente estadual da sigla em MT, o Planalto se tornaria decisivo a aliança devido ao aliado Blairo Maggi.

Outras siglas menores como o PC do B, e o recém criado PROS, estariam aguardando para aderirem ao grupo.

Sobre a filiação ao PP Blairo relatou que “Erai conversou com o presidente nacional do partido, senador Ciro Nogueira (PP-PI). Eles deram carta branca para ele. Depois, ele conversou com Ezequiel (Fonseca), (Antonio) Azambuja, Pedro Henry. Todo mundo deu tranquilidade para ele”.

Henry foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no processo do Mensalão por corrupção e lavagem de dinheiro.

O senador Maggi afirmou que um dos elementos que fez com que Eraí não se decidisse a filiar ao PSB do prefeito de Cuiabá Mauro Mendes é o fato da sigla ser “oposição à Dilma”.

O PSB nacional entregou cargos no governo da presidente Dilma Rousseff (PT). Parte das suas lideranças migraram para o Partido Republicano da Ordem Social (Pros), como os irmãos Ciro e Cid Gomes, governador do Ceará.

A manobra foi para continuidade na base da presidente. Em Mato Grosso, a maior liderança do Pros é o deputado federal Valtenir Pereira.

PROJETO INDEPENDENTE

Segundo Maggi, as lideranças disseram a Eraí que ele poderia “construir o projeto que quiser”.

Perguntado sobre como fica o PR na nova amarração política que poderá ter para eleições 2014, o senador diz que seu primo Eraí “conversou muito” com o pré-candidato do partido, ex-prefeito de Água Boa, Maurício Tonhá, o Maurição.

“Maurição queria que ele fosse para o PR”. O senador ainda falou que há muito trabalho para frente. E que, no momento, “há o estímulo ao maior número possível de candidaturas”. Depois, os aliados definem quem vai ser candidato ou não.


Autor:Jornal da Noticia com Hipernoticias


Comentários

Notice: Undefined index: envio in /home/jornalda/public_html/2018/noticia.php on line 212
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<