Segunda-Feira, 28 de Setembro de 2020

Pela 1ª vez, Brasileirão tem uma briga inédita de 14 times contra o rebaixamento




COMPARTILHE

Com a maior parte da 27ª rodada realizada, o Brasileiro-2013 tem uma inédita disputa entre 14 times contra o rebaixamento na sua reta final, isso é o que indica uma pesquisa sobre o histórico do campeonato brasileiro de pontos corridos. 

Antes dos dois jogos nesta noite de quinta-feira, a diferença entre o sexto colocado, Vitória (37) e o 17º, Vasco ( 32), é de apenas cinco pontos. Com 11 partidas restantes, uma distância igual ou maior do que essa já foi descontada em outros campeonatos na briga contra a degola. E há três vagas a serem evitadas. 

Ressalve-se que, se o Internacional bater o Flamengo, nesta quinta, chega a 40 pontos e fica em um patamar que torna estatisticamente improvável sua queda à Série B. Em caso de empate, continua em uma posição de pequena ameaça. De qualquer jeito, ainda haveria inéditos 13 times na disputa direta para evitar o rebaixamento, já que Portuguesa e Goiás não passam dos 37 pontos nesta noite. 

O grupo sob risco começa na Ponte Preta, 19ª colocada, com 26 pontos. A equipe tem possibilidade real de superar os seis pontos que a separam da salvação, como já ocorreu com o Fluminense em circunstância similar em 2009. Esse grupo acaba no Vitória, sexto. Estão fora da disputa o Náutico, que está longe na lanterna e virtualmente na Série B, e os cinco primeiros colocados, mais distantes à frente. 

Para chegar a essa conclusão, o blog pesquisou todas as edições dos campeonatos de pontos corridos desde 2006, quando passou a ser disputado com 20 times. Na 27ª rodada, a diferença entre o sexto e o 17º colocados, primeiro na zona de rebaixamento, foi sempre de no mínimo 9 pontos. Em relação ao sétimo, essa distância foi de pelo menos oito pontos. Ou seja, bem superior ao que ocorre na atual edição. 

Nos últimos dois anos, havia um abismo de 14 pontos entre o sexto e o primeiro do “grupo de rebaixados”. 

Nesta mesma rodada do campeonato, times que estavam até seis pontos à frente da zona de degola acabaram relegados à Série B no final do Nacional. Foi o que aconteceu com o Coritiba em 2009. Já o Vitória, em 2010, tinha cinco pontos à frente da zona de degola e não escapou ao término da competição. Em resumo, é plausível que o atual sexto do momento acabe na Segundona. 

Essa disputa equilibrada contra o rebaixamento deve-se aos resultados positivos, na quarta-feira, das equipes que estavam atrás no Nacional. Seis dos sete piores times até então venceram seus compromissos – apenas o Náutico perdeu, enquanto Ponte Preta, Vasco, São Paulo, Criciúma, Bahia e Coritiba triunfaram.


Autor: UOL


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Noticia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias