Quinta-Feira, 20 de Janeiro de 2022

Em Confresa nos últimos 16 anos, apenas a Era Gaspar teve contas aprovadas




COMPARTILHE

O município de Confresa teve recentemente as contas anuais da Prefeitura Municipal sob a gestão do Prefeito Gaspar Domingos Lazzari (PSD) de 2012, aprovadas por unanimidade pelos Conselheiros do Tribunal de Contas no Estado, com o parecer favorável inclusive do Ministério Público. Dos últimos 16 anos, apenas os 4 geridos por Gaspar  tiveram as contas anuais aprovadas pelo TCE - MT.

Segundo a assessoria municipal isto é o resultado de “uma administração feita com transparência e a correta aplicação dos recursos em prol do desenvolvimento da cidade e melhores condições de vida da população. Confresa sofreu uma grande transformação nesses quatro anos. Foram investimentos, na saúde, educação, infraestrutura, agricultura familiar e social”.

"Nós trabalhamos para receber o parecer favorável desde que assumimos e foi uma grande satisfação ter o parecer favorável do MP quanto a aprovação de contas, isso significa que estamos fazendo bem feito o nosso trabalho", explicou Gaspar Lazari a imprensa local.

A aprovação de contas pelo TCE-MT rendeu inclusive elogios à gestão municipal, o Conselheiro Valter Albano pontuou que a cidade de Confresa viveu um longo período de três gestões e dois prefeitos, que colocaram o município em situação de extrema dificuldade, já que as contas da Gestão dos ex-prefeitos Iron Marques Parreira que foi prefeito por dois mandados e Mauro Sérgio de Assis que governou Confresa no período de 2005 a 2009, não tiveram aprovação do Tribunal de Contas.

"Essa é a responsabilidade da população em eleger seus gestores, Confresa viveu um longo período de situação crítica e creio que Gaspar veio para recuperar Confresa, prova disso são as contas aprovadas por esse Tribunal", disse o Conselheiro Valter Albano.

O Tribunal de Contas ressaltou durante a Sessão que aconteceu no dia 01 de outubro,  que houve uma recuperação de todos os indicadores da Prefeitura Municipal, como receita própria, liquides,  investimento e gastos com pessoal. O Relator do TCU ainda afirmou que o que apresenta índice desfavorável ao município e que acaba sendo regra na maioria dos municípios, é o índice de receita própria que está em 0,29.

Os conselheiros destacaram que o dinheiro da Prefeitura Municipal de Confresa, foi usado devidamente. Ainda destacaram que o município avançou em quatro anos quase 100 posições no índice de Boa Gestão, saltando de 131 para 39 o índice de Boa Gestão. "É um avanço muito grande para o município de Confresa, saltar no índice de 131 para 39, são quase 100 posições. Hoje Confresa está 39ª posição dos municípios de MT no índice de Boa Gestão", explicou o Relator Luiz Henrique.

Segundo a assessoria da prefeitura estes próximos quatro anos tendem a seguir o mesmo avanço, são mais de trinta obras em andamento, novos convênios estão sendo firmados, grandes empresas e novas indústrias estão se instalando em Confresa,  e assim consolidando a cidade como um polo de desenvolvimento regional.


Autor: Jornal da Noticia com Assessoria


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Noticia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias