Terca-Feira, 28 de Janeiro de 2020

Apesar de otimista por vaga em 2014, Felipe Massa cogita despedida em Interlagos




COMPARTILHE

Apesar do diálogo permanente com equipes como Williams e Lotus, Felipe Massa continua sem destino certo na Fórmula 1. A três etapas para o fim de seu contrato com a Ferrari, o piloto brasileiro afirma que espera ter uma definição sobre sua situação para 2014 antes da última corrida deste ano, que será disputada em 24 de novembro, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo.

O companheiro de equipe de Fernando Alonso admitiu, no entanto, que pode encarar o GP do Brasil como sua despedida da categoria, caso a incerteza persista até a data da etapa brasileira. Apesar do tom otimista quanto à possibilidade de permanecer na Fórmula 1, Massa revela o desejo de fazer algo especial em Interlagos caso não obtenha sucesso nas negociações com as outras equipes. Caso o Brasil fique sem representantes em 2014, será a primeira vez que não haverá pilotos do país desde 1969, um ano antes da estreia de Emerson Fittipaldi.

- O importante é (o anúncio) sair, e não o tempo. O importante é que dê certo. Se eu não tiver nada certo até Interlagos, posso até fazer uma corrida de despedida. Não aceitaria fazer uma corrida no Brasil sem nada certo para o ano seguinte, sem ter um final feliz para minha carreira. Não sei se haverá anúncio sobre meu futuro até Interlagos, mas uma certeza do que vai acontecer certamente terá - disse o vice-campeão mundial de 2008, em entrevista ao site “TotalRace”.

Felipe Massa lamentou o atual cenário brasileiro na Fórmula 1. Caso o piloto da Ferrari não consiga encontrar uma vaga para disputar o campeonato de 2014, o Brasil ficará sem um representante na principal categoria do automobilismo pela primeira vez desde 1969. Para o piloto, a situação é lastimável, principalmente diante da longa tradição do país, que faturou oito títulos mundiais com Emerson Fittipaldi (2), Nelson Piquet (3) e Ayrton Senna (3), entre 1972 e 1991.

- Sempre tivemos pilotos de sucesso na Fórmula 1, e é uma pena o que tem acontecido nos últimos anos. Sou o único brasileiro e ainda não tenho contrato garantido para o próximo ano. Será uma grande perda para o país se eu não encontrar um lugar ou se nenhum piloto brasileiro competir. Espero continuar e lutar pelo meu país, mas esse é um problema que começou há muitos anos. Agora, apenas Felipe Nasr tem uma pequena chance de entrar na F-1 - declarou Massa ao site “Autosport”.

Para o GP de Abu Dhabi, neste fim de semana, Massa prevê um cenário semelhante ao da etapa anterior, disputada na Índia, quando a Ferrari enfrentou um duelo acirrado com as principais adversárias. Em Buddh, a escuderia italiana voltou a ficar atrás de RBR, Mercedes e Lotus, mas Felipe conquistou um excelente quarto lugar, terminando à frente do companheiro Fernando Alonso, 11º colocado.


Autor:Esporte na Globo


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Noticia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias

<