Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020

Polícia isola e destrói suposta bomba deixada no Aeroporto Internacional de Cuiabá




COMPARTILHE

Após o esvaziamento ao longo da manhã desta segunda-feira (25) do aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá), o Batalhão de Operações Especiais (Bope) isolou e destruiu o suposto artefato explosivo que havia sido abandonado dentro de um banheiro do terminal. A operação foi realizada num terreno longe da área de circulação dos passageiros.

A Polícia Militar recebeu a informação de que havia um suposto explosivo no aeroporto por meio de denúncia feita ao Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp). Logo, o Bope e agentes da Polícia Federal (PF) foram acionados.

Os passageiros que se encontravam no piso térreo do aeroporto chegaram a se retirados por medida de segurança. Houve quem acreditasse que a movimentação acontecia devido a um treinamento da polícia.

Em meio à tensão, alguns passageiros reclamaram da falta de informações por parte das autoridades sobre o que de fato estava ocorrendo.

Porém, a suspeita era real e o esquadrão de bomba teve de iniciar o trabalho de remoção da mala suspeita, que acabou sendo destruída sem risco aos passageiros, num terreno isolado. Após a detonação do artefato, a suspeita de que se tratava de um explosivo se fortaleceu. A mala abandonada no banheiro continha  apenas pedaços de papelão. Entretanto, o Bope informou que a existência de material explosivo somente poderá ser confirmada por testes periciais.

 “Há indícios sim de bomba, por se tratar de um artefato colocado. Na realidade, ele não foi esquecido ali. Ele foi um artefato que foi instalado realmente no local. Não continha nenhum indício de que uma pessoa podia ter abandonado. Ele não continha objetos pessoais”, informou o capitão Fabiano Pessoa, do Bope, que obteve informações sobre o artefato suspeito também por meio de câmeras do circuito interno de segurança do aeroporto. 

Apesar de toda a movimentação no terminal, a Infraero informou que não houve qualquer prejuízo significativo à operação dos vôos do Marechal Rondon, como número alto de atrasos ou de cancelamentos. Até o início da tarde, o site da instituição computava atraso de três dos 30 vôos programados para passar pelo terminal nesta segunda-feira.


Autor: G1


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Noticia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias