Terca-Feira, 04 de Agosto de 2020

PDT discute palanque para Dilma em Mato Grosso; Pedro Taques é contra aliança




COMPARTILHE

O senador Pedro Taques (PDT) vai participar, no dia 5 de fevereiro próximo, em Brasília, de uma reunião da Executiva Nacional do PDT, que vai debater, entre outros assuntos, o posicionamento da sigla nas eleições deste ano. A postura com relação ao Governo Dilma Rousseff (PT) é um dos temas que estarão em pauta.

“Nós vamos conversar isso [palanque para Dilma] no dia 5. Haverá uma reunião da Executiva Nacional do PDT, e vou participar como presidente do PDT no Centro-Oeste. Nenhuma decisão de como agiremos aqui no Estado será tomada sem conversar com a direção nacional”, disse o senador.

O PDT pertence à base aliada do Governo Federal e comanda o Ministério do Trabalho. Apesar disso, Taques nunca poupou críticas à gestão petista e sempre defendeu que o PDT entregasse os cargos que indicou no Governo.

Ele também não esconde a insatisfação com a possibilidade de ter que abrir o palanque em Mato Grosso para a campanha de reeleição de Dilma.

O grupo que quer lançar Taques como candidato a governador inclui os principais partidos de oposição à presidente: PSBD, DEM, PPS e PSB. A aliança engloba, ainda, o PV e o PTB.

Em entrevistas, Taques já admitiu colocar em seu palanque os candidatos a presidente Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB), mas silencia ao ser questionado sobre Dilma.

Alinhamento nacional

Há a possibilidade, porém, de a direção nacional do PDT, que é presidida pelo ex-ministro Carlos Lupi, determinar ao partido que abra o palanque para a presidente em Mato Grosso, respeitando a aliança nacional. 

“Eu sempre defendi que o PDT tem que entregar os cargos no Governo Dilma. Partido político é muito importante, mas não pode servir para aparelhar o Estado. Eu defendo que o PDT entregue o ministério e discuta com a base o que queremos. O Brasil avançou, mas precisa avançar mais”, disse Pedro Taques.


Autor: Mídia News


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Noticia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias