Quinta-Feira, 20 de Janeiro de 2022

Forças policiais retornam a antiga gleba Suiá Missú para realizar uma nova desocupação




COMPARTILHE

Viaturas da Polícia Rodoviária Federal se deslocaram na manhã desta quinta-feira, 27, para o antigo distrito de Estrela do Araguaia popularmente conhecido como Posto da Mata, no interior da Terra Indígena Marãiwatsédé, localizada entre os municípios de Alto Boa Vista, São Félix do Araguaia e Bom Jesus do Araguaia, no Vale do Araguaia, no Nordeste de Mato Grosso. 

De acordo com os moradores que estão no local a cerca de 30 dias , os policias disseram que estão no área para cumprir uma determinação judicial para uma nova desocupação.

No local estariam mais de 200 famílias que voltaram a extinta Gleba Suiá Missú no mês de fevereiro. Alguns deles estão no antigo distrito e à outra parte estaria nas antigas propriedades. A TI Marãiwatsédé totaliza 165 mil hectares. Nela estão certa de mil índios da etnia Xavantes, que dominam a região do Vale do Araguaia.  

A nova retirada das famílias que retornaram a reserva indígena havia sido anunciado pela Secretaria-Geral da Presidência da República, Diante da ausência de cumprimento espontâneo do mandato anterior, foi determinado o retorno dos oficiais de justiça e a aplicação mais coercitiva da ordem judicial.

A desintrusão da terra indígena foi concluída em janeiro de 2013, quando foi entregue à Fundação Nacional do Índio (Funai) o chamado “Auto de Desocupação Final”. O documento oficializou a retirada total dos ocupantes da área com 165 mil hectares que abrange parte dos territórios das cidades de Alto Boa Vista, Bom Jesus do Araguaia e São Félix do Araguaia, no norte do Mato Grosso.

Na ocasião, foram verificados 619 pontos entre residências e comércios, tanto na área rural como no distrito de Posto da Mata. Todos estavam então desocupados. A operação foi integralmente planejada para ocorrer de forma pacífica e garantir o direito constitucional do povo Xavante de viver em seu território tradicional.


Autor: Uaslley Werneck com Continental FM


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Noticia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias