Quinta-Feira, 20 de Janeiro de 2022

Políticas de assistencialismo social são debatidas em congresso na capital do estado




COMPARTILHE

O assistencialismo social tem ganhado destaque no Brasil nos últimos dez anos, e para que cada vez mais os municípios atuem com mais eficiencia no que tange a assistência social, são realizados a cada dois meses em Cuiabá, encontros da CIB (comissão intergestora bipartite).

No dia 26 de março foi encerrada a primeira reunião de 2014 com um público de mais de duzentas pessoas entre gestores e equipes técnicas. A meta é alinhar as ações em todo estado através da pactuação das normas de assistencialismo social, onde são discutidas regras e ações para municípios e estado, em comum acordo, executarem as ações que estão previstas no orçamento para as políticas públcias de assistência social.

O encontro que foi presidido pelo secretário de estado de trabalho e assistência social, Jean Estevan, é destinado aos gestores municipais e suas equipes técnicas, onde todos passam por um processo de capacitação com nivelamento técnico, para que os mesmos procedimentos sejam aplicados com uniformidade em todas as regiões de Mato Grosso.

Grande parte das secretárias de assistencia social da região do Araguaia estiveram presentes no encontro e ficaram animadas com as palestras, ressaltando a importância de se desenvolver trabalhos de assistencialismo para a população mais carente.

Projetos e encontros como este, sempre tem o apoio da AMNA (Associação dos Municípios do Norte Araguaia) no incentivo a participação dos municípios nos eventos de fortalecimento das políticas públicas estaduais.


Autor: JornaldaNoticia com Ricardo Masson


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Noticia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias