Segunda-Feira, 16 de Dezembro de 2019

Fotos de sucuri feitas embaixo d'água em Bonito no MS viram hit no Facebook




COMPARTILHE

Imagens de uma sucuri sendo fotografada embaixo d'água provocaram debate e viraram hit esta semana no Facebook, quando usuários compartilharam as fotos e fizeram comentários duvidando sobre a autenticidade dos registros. O biólogo Daniel De Granville, autor das imagens, contou ao G1 que captou o momento em que mergulhadores estrangeiros fotografavam uma sucuri com cerca de sete metros de comprimento no rio Formoso, em Bonito, a 300 km de Campo Grande.

De Granville garante que as fotos são originais e feitas em ambiente natural, sem qualquer manipulação digital além dos ajustes básicos de cores, nitidez e saturação. As imagens foram captadas em agosto de 2010, em um local distante dos atrativos turísticos da cidade e que não é usado para passeios.

O acesso, segundo o biólogo, é restrito apenas a pesquisadores ou equipes de filmagem. De Granville explica que a sucuri é um animal tímido e tende a se afastar de locais onde há presença humana constante. “A possibilidade de encontrar um animal deste porte nos passeios visitados pelos turistas que vêm à região é muito remota”, diz.

Em relação ao processo de captura das imagens, o biólogo comenta que esteve acompanhado de fotógrafos chineses, checos e suíços, além do proprietário de uma agência de turismo especializada em filmagens subaquáticas. “Encontramos um local com mais chances de observá-la e fomos vários dias até lá. Eles conseguiram imagens do animal fora d'água, mas o objetivo principal eram as fotos subaquáticas”, comenta.

Ainda segundo o biólogo, o animal não demonstrou agressividade, e que em nenhum momento houve acidentes ou situações de perigo para a equipe. “É um bicho muito tolerante. Ficamos mais de 40 minutos fotografando, acompanhando”, disse. Caso um turista se depare com uma sucuri, De Granville lembra que o animal deve ser respeitado em seu habitat. “É fundamental que não se bloqueie sua rota de fuga ou tente irritá-la através da manipulação, cutucadas, barulho”, diz.


Autor:G1


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<