Sábado, 21 de Setembro de 2019

Mauro Mendes afirma que “se for preciso, vamos jogar no chão o viaduto da Sefaz”




COMPARTILHE

 “Na pior das hipóteses vamos jogar no chão e fazer tudo de novo”, essa é a visão do prefeito Mauro Mendes (PSB), quando se trata de uma das obras de mobilidade urbana mais polêmicas da capital, que chegou a ser destaque no noticiário nacional, devido às inúmeras falhas bem como sua interdição por medida de segurança, o viaduto Jamil Boutros Nadaf, mais conhecido como viaduto da Sefaz.

A declaração foi dada nesta terça (16), durante almoço para imprensa oferecido pela Prefeitura de Cuiabá.

Para o chefe do executivo, a obra tem que dar segurança a população além de funcionalidade na sua aplicação. “Caso esses itens não sejam comprovados por técnicos e engenheiros, certamente será necessário um recurso ou uma correção e no pior dos cenários reconstruir toda a estrutura”, explica.

Ainda segundo o prefeito, todas as providências para resolver esse encalço no coração do Centro Político Administrativo serão tomadas e os responsáveis devem responder, inclusive, judicialmente para que o município não saia ainda mais prejudicado. “Vamos ver o que cabe nesse caso, mas estou certo de que os responsáveis serão acionados”, reforça.

Até o momento, segundo laudos técnicos apresentados ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), a possível reforma consiste no “escorramento” da estrutura, acrescentando concreto e aço nos blocos de fundações e reforço na armadura longitudinal, como precaução. A construção faz parte do pacote de implantação do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos), obras que deverão totalizar R$ 1,4 bilhão.

Entenda as falhas - As falhas  na obra iniciaram antes mesmo do viaduto ser liberado para o tráfego. A pavimentação da estrutura foi reprovada pelo governo em 2013 e teve que ser trocada. Um trecho da cabeceira foi danificado e, durante uma das visitas oficiais da Fifa,  antes da Copa do Mundo, operários colocaram uma lona para camuflar o asfalto. Em agosto, a estrutura precisou ser interditada devido a fissuras.


Autor:RDNews


Comentários

Notice: Undefined index: envio in /home/jornalda/public_html/2018/noticia.php on line 212
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<