Sexta-Feira, 22 de Novembro de 2019

Cantor Renner é levado à delegacia após acidente na Zona Sul da cidade de São Paulo




COMPARTILHE

O cantor Ivair dos Reis Gonçalves, o Renner da dupla sertaneja Rick e Renner, foi detido após se envolver em um acidente perto do aeroporto de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo, na manhã desta sexta-feira (26), segundo a polícia. Ninguém ficou ferido.

A Polícia Militar diz que a colisão de dois veículos ocorreu na Avenida Pedro Bueno, no Campo Belo, por volta das 8h10. O cantor foi levado ao 27º Distrito Policial porque havia suspeita de embriaguez.

Renner passou pelo teste do bafômetro, que constatou uma quantidade de álcool no sangue acima da permitida, segundo o delegado Antônio Augusto Rodrigues Silva. Testemunhas contaram que o cantor bateu em um carro estacionado e tentou fugir. Segundo elas, foi necessário tirar a chave do volante para que Renner aguardasse a chegada da polícia. Ele irá responder por embriaguez ao volante e fuga do local do acidente.

O cantor deve pagar uma fiança de R$ 10 mil e responder ao processo em liberdade. Uma pessoa também estava no carro com ele já foi ouvida e liberada, mas o delegado não revelou a identidade dela porque quis manter a privacidade. Por volta das 12h15, o músico ainda estava no distrito policial.

O G1 não conseguiu localizar a assessoria de imprensa da dupla sertaneja até as 11h. Segundo uma pessoa que trabalha com os cantores, o show mais recente deles aconteceu neste domingo (21) em uma cidade do Paraná. Renner mora em Alphaville, na Grande São Paulo.

Em 2001, o sertanejo esteve envolvido em um acidente que deixou dois mortos em Santa Bárbara d'Oeste, no interior de São Paulo. Luís Antônio Nunes Aceto e a namorada, Eveline Soares Rossi, seguiam de moto de Piracicaba a Campinas. Renner vinha na direção contrária em uma BMW. Conforme a acusação, o sertanejo conduzia em alta velocidade, perdeu o controle do carro, atravessou a pista e atingiu o casal, que morreu na hora.

O músico foi julgado em 2008 e condenado a pagar 2 mil salários mínimos (R$ 1,4 milhão, valor que chega a R$ 3 milhões ao se considerar eventuais juros). O prazo para a quitação da indenização expirou em 27 de março de 2009. Desde então, a família do engenheiro tem recebido apenas repasses da arrecadação do cantor com direitos autorais, conforme decisão judicial.


Autor:G1


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<